Close

Após quatro dias impressionados com a beleza de Railay Beach, pegamos o ferry em direção a Koh Phi Phi e não imaginávamos o que estaria nos esperando. Simplesmente o local mais bonito/agradável que já conhecemos em nossas vidas.

Koh Phi Phi é um arquipélago no sul da Tailândia composto por duas principais ilhas, a Phi Phi Don e Phi Phi Leh.

A primeira é onde se concentram os hotéis, lojinhas e restaurantes. Todo esse comércio fica entre a Ton Sai e Loh Dalam Bay, a principal praia de Phi Phi Don.

A Phi Phi Leh, é uma ilha menor que fica há aproximadamente 20 minutos de long tail da Phi Phi Don e é lá que fica a famosa Maya Bay, local que serviu de cenário para o filme “A praia”. Nessa, não há civilização e só é possível visita-la durante o dia. Até 2012 os barqueiros faziam um passeio onde os viajantes acampavam na ilha, o famoso Maya Bay Camping. Infelizmente esse passeio não é mais permitido.

Loh Dalam Bay, a principal praia de Koh Phi Phi, Tailândia

Como chegar em Koh Phi Phi?

A única forma de se chegar em Koh Phi Phi é pelo mar. Os ferry boats saem de Phuket, Krabi e Railay Beach. Pagamos 400 BHT no ferry saindo de Railay. (Confira no post Tailândia: Preços de hotéis, passeios e comidas! todos os valores gastos na Tailândia).

Os ferrys param em Ton Say, onde fica o pier da ilha e ao desembarcar, será cobrada uma taxa de 20 BHT para entrar na ilha.

Koh-Phi-Phi-ton-sai-pier
Pier de Ton Sai visto da saída do nosso hotel

O que esperar?

Por ser um dos principais destinos dos viajantes, a ilha de Phi Phi Don é bem voltada para o turismo. Praias paradisíacas, hotéis e albergues de todos os níveis, restaurantes para todos os gostos, ruas apertadas com todo o tipo de comércio e viajantes bem jovens são as características de Phi Phi Island. Muitos jovens da Europa e principalmente da Austrália vão para lá em busca de diversão, festas e bebidas. Outra informação interessante é que o principal meio de transporte lá é a bicicleta (um pouco irritante as vezes com suas buzinas) e os long tails.

Massagem compeixes beliscando sua perna, vendida em muitos lugares de Koh Phi Phi e da Tailândia
Massagem com peixes por apenas 200 BHT!

Pequenas ruas de Koh Phi Phi

koh-phi-phi-ruas

Phi Phi nos surpreendeu muito. Já sabíamos que seria a ilha mais bonita que iríamos conhecer na Tailândia, mas não foi só a beleza do local que nos encantou. A energia da ilha é muito boa. Os moradores são muito agradáveis e amigáveis, sempre com um largo sorriso  no rosto. Sem contar que os tailandeses adoram os brasileiros. Sempre que descobriam a nossa nacionalidade, arriscavam algumas palavras em português.

Para se ter uma ideia da simpatia dos nativos em Phi Phi, nós fechamos um tour para a Maya Bay com um barqueiro de long tail e gostamos tanto dele, que o contratamos para outro tour no dia seguinte. No nosso último dia de viagem ele nos reconheceu no meio da rua e veio conversar com a gente. Até fui convidado para uma partida de futebol com os moradores.

Outra coisa bem comum em Koh Phi Phi, são mochileiros que estão rodando o mundo e param para morar na ilha por um tempo. Você encontra pessoas de todas as nacionalidades trabalhando em escolas de mergulho, bares e em agências de turismo.

Onde se hospedar?

Como já falamos, Phi Phi Island é bem desenvolvida para o turismo e são infinitas as possibilidades de hospedagem lá. De hotéis 5 estrelas até albergues mais baratos. Assim que desembarcamos no pier, já fomos abordados por vários tailandeses oferecendo hospedagem, com álbuns de fotografia e informações de hotéis. Não sei como é em alta temporada, mas em Maio (mês da nossa viagem) você consegue arrumar hospedagem sem problemas.

Inicialmente pensamos em nos hospedar no PP Princess Resort, afinal, o hotel oferecia preço acessível e tinha a vantagem de se localizar em frente à principal praia. Por sorte, dias antes conhecemos um brasileiro que já havia se hospedado lá que nos convenceu do contrário. O problema é que a piscina tem um bar que toca música altíssima o dia inteiro (e não é força de expressão). Com isso, optamos pelo Phi Phi Island Cabana Hotel, quase em frente ao pier, mas que também tem saída para a praia. Resolvemos gastar um pouco mais e não nos arrependemos. O hotel é muito bom e a vista do nosso quarto era inacreditável. A localização também é excelente, menos de 10 minutos de caminhada até a Loh Dalam Bay e bem perto do centro da ilha, onde tem os principais restaurantes.  A piscina do hotel é do lado da praia. Aliás, quase todos os hotéis na Tailândia tem piscina e não é atoa. Lá para as 16h a maré começa a abaixar e fica impossível entrar no mar. Horário perfeito para curtir o final do dia na piscina do hotel.

O ideal é ficar hospedado próximo a  Loh Dalam Bay, pois além da praia, você também estará próximo a todos os restaurantes, mercadinhos e os bares na beira da praia, onde acontecem as festas da noite de Koh Phi Phi. Confira aqui uma lista de hotéis por essa região.

Maré começando a baixar no final da tarde na praia de Loh Dalam Bay em Koh Phi Phi, Tailândia
Maré baixa em Loh Dalam Bay

Loh-Dalam-Bay-koh-phi-phi-tailandia-mare-baixa-2

O que fazer em Koh Phi Phi?

Relaxar na praia de Loh Dalam era nosso programa preferido após uma manhã inteira de passeio, mas a ilha conta com outras praias (até melhores para aproveitar que a Loh Dalam) acessíveis por trilhas. Uma das mais bonitas é a Long Beach, acessível após 30 minutos de caminhada.

Loh-Dalam-Bay-beach

Loh-Dalam-Bay-koh-phi-phi-tailandia

Passeios às ilhas próximas

O passeio mais famoso e um dos mais bonitos de Koh Phi Phi e de toda a Tailândia, é o tour até a Maya Bay, local onde foi gravado o filme “A Praia”. Além desse passeio tem o tour até a Bamboo Island, que também é imperdível. O ideal é reservar um dia para cada um desses passeios. Lembrando que quanto mais cedo você chegar nas ilhas, menos cheia elas estarão.

Monkey Beach

Muitos passeios de speedboat oferecem a opção de parada na Monkey Beach, mas conversando com o rapaz do bar da praia descobrimos que era possível chegar lá de caiaque! Não é difícil chegar lá, só é preciso ter o mínimo de preparo físico. Alugamos um caiaque na Loh Dalam Bay e partimos até a praia. Foram aproximadamente 15 minutos remando sob um sol de quase 40º até chegar na praia. Como todas as praias de Koh Phi Phi, o tom de azul do mar deixa a praia incrivelmente linda, mas o que decepcionou a gente foi a sujeira na praia, pois os macacos costumam ficar fascinados com objetos que refletem a luz como garrafas de água e pacotes de salgadinhos (a parte de dentro) e roubam os mesmos dos visitantes (além dos turistas idiotas que deixam esse lixo de propósito para ver os macacos pegarem).

phi-phi-ilha-caiaque
Remando até a Monkey Beach

phi-phi-monkey-beach

phi-phi-monkey-beach-2

View Point

O view point foi criado como uma rota de fuga em caso de tsunamis. Para quem não sabe, as ilhas de Phi Phi foram as mais afetadas pelo tsunami de 2004. Ambas foram completamente devastadas e estava em construção um monumento em homenagem às vitimas na praia.

Como essas rotas terminam sempre no lugar mais alto da ilha, é possível ver completamente o desenho da ilha. Apesar de existirem placas indicando a entrada da trilha, a forma mais fácil de se chegar é perguntando às pessoas locais. A trilha nada mais é do que uma escada de cimento bem marcada e com iluminação, ou seja, é possível descer após o por do sol sem problemas.  Como se tornou um ponto turístico, o local também tem uma taxa de “manutenção” de 20 BHT por pessoa.

phi-phi-view-oint-tsunami

Koh-Phi-Phi-view-point-maya-bay

Koh-Phi-Phi-view-point-island-visual-tailandia

Mergulho

Apesar de Koh Tao ser conhecida como a melhor ilha para mergulho na Tailândia, Koh Phi Phi também tem lugares incríveis para o esporte. Lá, é possível fazer um curso completo de mergulho com direito a certificado. E se o problema for a língua, as escolas de mergulho são os principais empregadores de estrangeiros, o que quer dizer que é possível encontrar instrutores das mais diferentes nacionalidades. Acabamos não realizando o mergulho, devido ao tempo e ao preço, mas indicamos a World Dive, que fica bem próximo ao Cabana Hotel. Estivemos lá pesquisando os preços e fomos super bem recebidos. Para quem tiver a oportunidade de fazer o mergulho, os valores são:

Batismo (com dois mergulhos): 3400bht por pessoa, cerca de R$240

Curso completo (2 dias e meio com 4 mergulhos em profundidade de até 18m): 13800bht, cerca de R$985

*lembrando que os valores em reais estão de acordo com a cotação em maio.

A noite de Koh Phi Phi

Os bares da praia em Koh Phi Phi são uma atração a parte na ilha. A noite, com a maré baixa, eles transformam a areia em verdadeiros palcos para shows de malabares de fogo ao som de muita música. Aqui também encontramos os famosos baldinhos com as mais diferentes combinações de bebidas.

E para quem quiser uma noite mais digamos parecida com as da Europa, há também pubs criados por europeus e para europeus que promovem festas com concurso de pinturas com tintas que brilham no escuro e jogos.

Koh-Phi-Phi-festas=noite

Koh-Phi-Phi-noite-destas-fogo

Mas atenção aos brasileiros: a noite em Phi Phi Island começa cedo. A partir das 20h já começam os shows. Isso porque por volta da meia-noite a maré volta a subir tomando a faixa de areia onde acontecem os shows.

Enfim, Koh Phi Phi reúne tudo que há de melhor: praias paradisíacas e uma vida noturna bem agitada. Simplesmente perfeita!


 

Vai viajar para a Tailândia? Clique aqui e faça seu seguro viagem com a Seguros Promo! Ganhe desconto usando o cupom DEIXADEFRESCURA5

Quer saber mais sobre a Tailandia? Confira também:

Roteiro completo da nossa viagem para a Tailândia

Railay Beach – A praia mais bonita da Tailândia

Tailândia: Preços de hotéis, passeios e comidas!

Tudo sobre a Tailândia: Post índice

Comida na Tailândia – Delicias e surpresas de viagem

 

Confira as melhores opções de hospedagem em Koh Phi Phi!
banner-booking

Sobre o autor

Carioca da gema, flamenguista, psicólogo e apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Após dois anos morando em Dublin, é hora de retomar a vida no Brasil e desbravar cada cantinho do nosso país.