Close

Filas gigantescas não são privilégio dos brasileiros. Ao redor do mundo é comum encontrar filas enormes principalmente quando o assunto envolve um ponto turístico mundialmente conhecido. No caso do Vaticano então não há baixa temporada para as filas. Faça chuva ou faça sol sempre existem filas gigantes para entrar nos Museus do Vaticano e na Capela Sistina e para visitar a Basílica de São Pedro.

Já demos algumas dicas de como evitar a fila para a Basília de São Pedro no post passado. Agora vamos contar tudo sobre a Capela Sistina e os Museus do Vaticano.

Como pular fila?

Vamos começar falando da parte prática de uma visita aos Museus do Vaticano e Capela Sistina: os ingressos. Como já falamos, o Vaticano está sempre lotado de turistas durante todo o ano. No inverno esse número abaixa um pouco, mas as filas para entrar na Basílica de São Pedro e nos Museus continuam.

Aproveitando isso, são muitos os guias ou ambulantes que ficam ainda na Praça de São Pedro vendendo seus serviços guiados e também as entradas. Se você não tem interesse em comprar, nem pergunte nada a eles, pois a grande maioria é muito insistente.

capela sistina museus do vaticano sem filas
Com o voucher impresso você passa por esse caminho da direita, direto até a bilheteria. Foto retirada do Shutterstock.

A melhor forma de “pular filas” é comprando o ingresso antecipado. Para isso existem diversas formas. Nós optamos por comprar  pelo site oficial. Após a confirmação da compra você receberá por e-mail um voucher. No arquivo existem várias informações de ônibus, propagandas de companhias aéreas e até mapas de como chegar aos Museus, mas você só precisa imprimir a primeira página que indica o número de ingressos comprados e o tipo. No nosso caso por exemplo, compramos dois ingressos e só precisamos imprimir uma cópia, pois nela já vem descrito quantos ingressos foram comprados.

Com esse papel impresso você entra numa fila prioritária. No dia em que fomos (no alto de temporada em agosto), fomos direto até a catraca de entrada, mostramos o papel e fomos liberados para entrar.  Já lá dentro, trocamos o papel por dois ingressos padrão nos guichês. Tudo sem fila alguma.

Quanto custa para entrar nos Museus do Vaticano?

capela sistina museus do vaticano galeria colecao apartamento arte italia

Cada ingresso saiu a €16 com mais €4 de taxa de “comodidade”. Ainda assim vale muito a pela. É preciso escolher um horário para a entrada, mas é possível ficar lá dentro o quanto quiser (das 9h às 16h).

Estudantes residentes na Europa (inclui intercambistas de cursos de línguas) menores de 26 anos não pagam. A entrada também é grátis no último domingo de cada mês e para menores de 6 anos.

Audioguia

capela sistina museus vaticano braccio nuovo deus hermes italia arte

O audioguia não está incluído no valor do ingresso, mas eu super recomendo.  Cada aluguel do aparelho custou €7 e havia a opção de áudio em português. Junto com o aparelho você recebe um mapa com dois tipos de roteiro: um mais geral e um focado em arte renascentista.

Agora que você já sabe tudo sobre a parte prática de uma visita aos Museus do Vaticano e à Capela Sistina, vamos mostrar como é tudo lá dentro.


Quer saber mais sobre a Itália e o Vaticano? Confira também:

Capela Sistina e Museus do Vaticano – melhores dicas para sua visita

Praça de São Pedro e Basílica no Vaticano

Vaticano – como e quando visitar o Papa

Vai viajar para Itália? Confira as melhores opções de hotéis!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.