займ онлайнкредиты онлайн
Close

Será que é exagero afirmar que o Coliseu de Roma é o maior símbolo da Itália? Talvez muitas pessoas venham me corrigir exaltando a importância de outros monumentos e blá blá blá, mas a verdade é que quando pensamos em Itália a primeira imagem que nos vem à cabeça é do imponente e lindo Coliseu!

Por que visitar o Coliseu?

Fato: nenhuma visita à Roma está completa sem se conhecer o Coliseu. Esse é um daqueles pontos turísticos obrigatórios seja para um mochileiro ou para um turista de luxo. Trata-se de um dos mais bem preservados ícones de do Império Romano. Poder vê-lo de perto, ver o Arco de Tito e o Fórum Romano e toda a “ordem” dos monumentos espalhados por Roma, fazem qualquer um voltar até aquelas aulas de história antiga do colégio e mesmo que m não gostava das classes de história se anima com as conquistas e feitos dos romanos.

Coliseu de Roma visita passeio selfie viagem europa italia verao eurotrip

Além disso, é impossível escapar dele. A arena tem proporções absurdas e pode ser visto de diferentes partes de Roma.

Nós optamos por nos hospedar próximo ao Coliseu, para aproveitar ao máximos as atrações e monumentos da Roma antiga. Geralmente essa é uma opção mais cara, mas pesquisando bem é possível encontrar hotéis menos conhecidos nas ruas do centro, que são mais em conta como o nosso, o Azurra Guest House. Além da praticidade de durante o dia poder visitar um lugar e voltar para o hotel para tomar um banho ou para recarregar as baterias das máquinas, você também irá economizar tempo e dinheiro ficando por essa região.

Anfiteatro Flaviano – A origem do Coliseu

Coliseu de Roma monumento Itália imperio romano

Lembra do boato histórico de que Nero fora o responsável por incendiar Roma? A cidade sofreu sim com um grande incêndio, mas é pouco provável que o então Imperador tenha sido o responsável pelo mesmo. Mas sua vontade de construir um mega castelo numa das regiões devastadas caiu bem mal aos olhos do povo. Em tempos em que a troca dos governantes era resolvida com traições e assassinatos, Vespasiano, o Imperador que assumiu o posto tratou logo de “agradar o povão”. Assim, no terreno onde Nero planejara seu castelo dos sonhos, ele iniciou as construções do Coliseu.

Coliseu-de-Roma-gravura-cobertura-anfiteatro-italia-europa
Gravura mostrando como era o sistema de cobertura do Coliseu. Marinheiros foram os responsáveis pelo desenvolvimento das velas e muitos deles trabalhavam durante os eventos do Coliseu içando a cobertura na plateia quando necessário. Uma das mil informações que só descobrimos durante a visita.

O Anfiteatro Flaviano, como era conhecido foi inaugurado apenas 10 anos depois (tempo recorde ainda mais se compararmos com obras nos dias atuais) e foi um grande sucesso. A arena foi inaugurada com capacidade para 50 mil pessoas e depois foi ampliada para 90 mil! A entrada era gratuita para todos os cidadãos, embora houvesse cadeiras exclusivas para cada “classe”.

Coliseu de Roma vista por dentro da arena
Vista do Coliseu por dentro. De um lado, a arena foi reconstruída para mostrar aos visitantes como era. Desse lado da foto é possível ver como era por baixo da arena: os corredores por onde passavam escravos gladiadores e onde os animais selvagens também usados no eventos eram mantidos para depois serem içados até a arena.
Coliseu de Roma verão sol dentro itália Europa eurotrip
Ta sol, hein?

Talvez fosse coisa da minha cabeça, mas minha maior surpresa foi ver que o Coliseu é branco! Sim, embora nas fotos ele pareça um pouco amarelado, ainda há partes onde é possível ver o mármore do qual ele foi feito. Com a queda do Império Romano, o Coliseu foi usado como uma espécie de pedreira para extração de materiais que foram usados na construção de várias Igrejas, incluindo a Basílica de São Pedro no Vaticano. Com a conversão de Roma ao Cristianismo, o próprio Coliseu também chegou a ser usado como palco de cerimônias religiosas.

Coliseu de Roma viagem europa italia verao eurotrip

Como é a visita ao Coliseu

A visita pelo Coliseu é livre, ou seja, não é necessário um guia e você pode ficar lá dentro o quanto quiser. No entanto, a arena é enorme e sofreu várias modificações ao longo dos anos já que você já investiu bastante para ir até lá, vale a pena ao menos pagar pelo audioguia para não perder nenhum detalhe ou também há os horários de visita guiada.

Ingressos – Como pular filas no Coliseu

A primeira dica para visitar o Coliseu é comprar seu ingresso antecipado ou comprar na bilheteria do Fórum Romano. O ingresso dá direito a visitar as duas atrações, sendo que todos os turistas parecem visitar o Coliseu primeiro formando sempre uma fila imensa. Quem optar pelo Roma Pass, um cartão que dá direito a várias atrações em Roma e inclui também passagens de ônibus, também tem entrada mais rápida.

Coliseu de Roma fila para ingressos
Sim, aquela é a fila para compra de ingressos para o Coliseu!

Nós optamos por comprar o ingresso antecipado, imprimimos e passamos direto por toda a fila. Cada ingresso para adultos custa € 12 na bilheteria e € 14 pela taxa de reserva (que vale muito a pena) e é válido por dois dias seguidos. Na prática, isso significa que você pode visitar o Fórum Romano em um dia e o Coliseu no outro, ou vice-versa, mas só é possível visitar cada atração uma única vez.

Audioguia – vale a pena

Quando se está usando euros sempre dá aquela dúvida na hora de gastar. No entanto, vale a pena desembolsar € 5,50 a mais para visitar o Coliseu com um audioguia. São muitas informações novas, explicações detalhadas e você pode navegar pelo áudio de acordo com o seu interesse principal.

Coliseu de Roma viagem europa italia verao eurotrip

Coliseu-de-Roma- visita-dentro-anfiteatro-arena-gladiadores-italia-europa

Horários de visita

A visitação ao Coliseu se inicia às 8h30. O horário de encerramento varia de 16h30 (horário de janeiro a fevereiro – quando é inverno) até às 19h15 (horário de abril a agosto – quando é verão). Vale consultar o site oficial para ter certeza do horário de encerramento para não passar aperto.

Visita noturna ao Coliseu

Desde 2003 o Coliseu oferece a opção de visita noturna guiada. O tour dura 1h15 e as explicações são feitas em italiano e inglês, então se você não domina bem nenhum desses idiomas, não é uma boa ideia. O ingresso é um pouco mais caro, varia de €20 a €50 e também podem ser comprados pelo site. O Roma Pass não dá acesso a esse tipo de visita. A temporada de visita noturna varia de ano para ano, mas no geral vai de fevereiro a novembro.

Tempo de visita

Aí vai depender de você, do seu interesse, do número de selfies e por aí vai. Uma visita guiada dura duas horas. Nós passamos por volta de umas três horas lá dentro entre andares e exposições internas.

Coliseu de Roma turismo selfie
Hora do selfie!

Dica bônus: Água!

Assim como em toda Roma, dentro do Coliseu também tem fontes de água potável. Esse sistema data da época do auge do Império Romano e ainda está funcionando perfeitamente. Leve sua garrafinha porque no verão o sol é bem forte durante quase o dia inteiro.

É isso aí! Pode estar sempre cheio, pode ser muito calor dentro dele, mas seja qual for a situação sempre vale muito a pena vistar o Coliseu!

Coliseu de Roma viagem europa italia verao eurotrip


Vai vistar a Itália? Clique aqui é garanta seu desconto de 15% no desconto no seguro viagem com a Mondial Assintance.

Confira também sobre a Itália:

Itália! Dicas para começar a planejar sua viagem de férias

6 monumentos imperdíveis em Roma

5 Praças e Fontes para visitar em Roma

Vai viajar para Itália? Confira as melhores opções de hotéis!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.