Close

Oslo, a capital da Noruega geralmente é a porta de entrada para o país e onde os visitantes têm o primeiro contato com o mesmo. No nosso caso, como o objetivo principal da nossa viagem à Noruega sempre foi fazer as trilhas da Kjeragbolten, Preikestolen e Trolltunga, optamos por ir direto para Stavanger. Assim, nosso primeiro contato com Oslo foi apenas no aeroporto à espera da conexão para o próximo voo. Já na hora da volta, como o voo para Dublin também sairia de Oslo conseguimos passar um dia na cidade!

Um dia em qualquer cidade do mundo é muito pouco tempo. Com isso em mente, optamos por passear mais pela cidade do que entrar em museus e atrações do gênero.

Chegamos um pouco depois do almoço na Central de Ônibus (Oslo Sentralstasjon) e de lá fomos caminhando para nosso hotel, o Hotel Comfort Young. O hotel tem um proposta bem jovem, com o hall de entrada e corredores bem coloridos e modernos. Também não há café da manhã incluso, mas uma lojinha no térreo com sanduíches naturais e sucos. O clima é bem legal e todos os recepcionistas são jovens também. Foi lá que pegamos um mapa e algumas dicas da cidade.

opera de oslo capital noruega

De cara, fomos até a Ópera de Oslo, o prédio que sempre víamos na TV e na internet como grande referência em Oslo. Ele é muito maior do que imaginávamos e ainda mais intrigante. Seu desenho é composto de formas irregulares e olhando de longe parece ser até bem difícil de andar por ele. Outro detalhe bem legal é que, como ele está localizado bem às margens do oceano, de longe o reflexo da água parece ampliar o prédio formando uma paisagem única.

opera de oslo capital noruega passeio cidade europa

Retornamos sentido centro passando pela Oslo Cathedral. Depois de um tempo morando e visitando vários países da Europa, é comum achar que já se viu todas as igrejas possíveis, mas a de Oslo é bem diferente. Construída em tijolos vermelhos no século XVII, ela é bem diferente do estilo gótico da Saint Patrick’s de Dublin ou Abadia de Westminster em Londres. Com certeza vale dar uma passada para visitar.

oslo noruega europa karl johans gate

oslo noruega europa karl johans gate

Andamos pela agitada rua Karl Johans Gate que entre bares e restaurantes bem legais e conhecidos, como a franquia Friday’s, que é tipo um Outback. Passamos pelo Stortinget, o parlamento norueguês. E logo à frente existe uma praça bem simpática.

oslo noruega karl johans gate

oslo noruega universidade karl johans gate

Nossa última parada foi no Palácio Real de Oslo. O rapaz da recepção do nosso hotel já havia nos alertado para não ir com muitas expectativas em relação ao Palácio. Ele nos disse que os hóspedes por muitas vezes retornaram reclamando que o tal era muito pequeno ou até mesmo sem graça.

Ele também nos explicou que o Palácio era no passado apenas uma residência dos monarcas na Noruega, uma vez que na época de sua construção (século XIX) o país era unido sob o mesmo reino com a Suécia. Assim, ele nunca foi pensado para ser um centro de decisões e símbolo de poder tal qual outros castelos ao redor do mundo como Versalhes, por exemplo.

oslo noruega palácio real

oslo noruega palácio real viagem
Nossa cara amassada depois de horas de viagem de Odda até Oslo

Com certeza ainda havia muito a visitar em Oslo e a cidade merece ao menos dois dias inteiros para uma visita, mas como nossos maiores objetivos (as trilhas do Kjeragbolten, Preikestolen e Trolltunga) já haviam sido alcançados. Voltamos para Dublin com o sentimento de dever cumprido e de que cada coroa norueguesa tinha sido muito bem gasta.


Vai para a Noruega? Clique aqui é garanta seu desconto de 15% no desconto no seguro viagem com a Mondial Assintance

Quer saber mais da nossa viagem pela Noruega? Confira também:

Noruega: Tudo o que você precisa saber antes de ir

Como planejar sua viagem de aventura à Noruega

Trolltunga – A trilha mais incrível que já fizemos na Noruega

Confira aqui as melhores opções de hospedagem em Oslo:
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.

  • Amei esse post e as dicas, principalmente porque estou indo pra Oslo em dezembro. Esse prédio da ópera parece maravilhoso!

    Ah, esse palácio me lembrou muito o Schonbrunn na Áustria, mesma arquitetura e cores, lindão!

    Que sonho conhecer os países nórdicos! 🙂

    • Jessica Veneravel

      Oi Bárbara! Que bom que o post foi útil! Prepare-se para bastante frio. Capaz de você encontrar o Palácio com aquele pátio coberto de neve. 😀
      O prédio da Ópera é muito impressionante, principalmente visto de longe com o reflexo da água. Você vai amar!

  • Rosangela

    Olá Bruno em odda voce ficou no trolltunga hotel. Você recomenda? Li alguns posts que não incluem roupa de cama e toalhas de banho? Temos que alugar e é quase o preço de uma diária?

    • Oi Rosangela! O único problema é que o Trolltunga Hotel fica um pouco distante do centro. É claro que se você estiver de carro isso não vai fazer a menor diferença, mas se estiver sem, o ideal é se hospedar em outro hotel que tem lá no centro. Você pode encontra-lo no Booking também. Ah, esse outro que eu falei é um pouco mais caro.

      Bom, veja a data desses relatos. Ano passado nós fomos e não precisamos pagar nenhum extra. Se eu não me engano, a unica coisa que aconteceu foi que eles não trocaram a roupa de cama durante as 3 noites que ficamos. Mas isso não foi problema nenhum para nós! =)

      O que gostamos bastante foi que todos que estavam hospedados no hotel iriam fazer a trilha, então o local já tem uma estrutura para receber os viajantes. Assim que chegamos a mulher da recepção olhou no radar e viu qual seria o dia melhor para fazermos a trilha. Quando voltamos da trilha com as botas molhadas, eles nos emprestaram secador de cabelo, etc.