займ онлайнкредиты онлайн
Close

Quem acompanha sites de viagem ou quem gosta de aventura e fotografia, com certeza já viu a foto dessa rocha presa em uma fenda na montanha. Com a gente não foi diferente. Como vocês sabem muito bem, nós somos apaixonados por adrenalina e desde que viemos morar na Irlanda, eu sempre tive a vontade de ir para a Noruega para entre outras coisas, fazer essa trilha e tirar a minha foto em cima da rocha!

Após muita pesquisa, simulações de roteiros, simulação de gastos, chegou a nossa vez. Resolvemos bater o martelo e fazer uma viagem de seis dias pela Noruega e o nosso primeiro desafio, já no primeiro dia de viagem, seria a trilha para a Kjeragbolten.

Nesse artigo vamos explicar tudo para você, que também quer passar por essa experiência incrível, relatar como foi a trilha até chegar na pedra, passando todas as dicas e é claro, muitas fotos desse lugar incrível para ilustrar o post!

foto kjeragbolten na noruega, uma pedra encaixada em uma fenda nas montanhas

Sobre a Kjeragbolten

Kjeragbolten é uma rocha de 5 m³, presa em uma fenda das montanhas Kjerag a 1.084 metros acima do fiorde Lysefjorden, na Noruega. O lugar também é muito procurado por escaladores e base jumpers.

Planejamento para fazer a trilha

Escolha a melhor época

Antes de qualquer coisa, escolha a época certa para fazer a trilha. No inverno fica impossível de fazer esse passeio, inclusive a estrada que leva os turistas até a base da trilha fica fechada.

A melhor época para fazer a trilha é no verão. Entre o início de julho até o final de agosto. Se você optar por fazer no início de julho ou antes, pode ser que a neve nas montanhas ainda não esteja completamente derretida, deixando a trilha um pouco mais difícil, mas o visual ainda mais incrível.

Tenha em mente que assim como nós, você também poderá passar por trechos com gelo, portanto uma bota de trilha impermeável é essencial.

DCIM100GOPRO

Outra dica importante para planejar a trilha, é ficar de olho na previsão do tempo. Se a previsão estiver de chuva, deixe para o dia seguinte. Durante a viagem nós fizemos amizade com uma brasileira chamada Bruna, que foi fazer a trilha 3 dias depois da gente e teve que voltar no meio do caminho porque começou a chover e ventar e a aventura começou a ficar perigosa demais.

Em que cidade ficar hospedado para fazer a trilha

A primeira coisa que você tem que saber para fazer a trilha até a Kjeragbolten é que ela não fica perto da capital da Noruega, Oslo. Para fazer a trilha você terá que ficar hospedado em Stavanger (confira o artigo: Stavanger: A cidade além da Kjeragbolten e Preikestolen), uma pequena cidade a 460km de Oslo.

» Confira várias opções de hotéis em Stavanger «

Como chegar até a base da trilha para a Kjeragbolten

Outra coisa que você tem que saber é que a base da trilha não é nem um pouco próxima ao centro de Stavanger. Nesse caso, você tem algumas opções para chegar até a base:

Ônibus da Tide Reiser

A primeira, e na minha opinião a melhor opção, é pegando um ônibus na estação central de Stavanger que vai te deixar direto na base da trilha. A empresa que faz esse serviço é a Tide Reiser e eles nos ofereceram o translado até a base da trilha. Gostamos muito do serviço deles e por isso recomendo aqui no blog.

Esse ônibus funciona apenas na alta temporada, entre julho e agosto. O valor da passagem por pessoa é de 490 NOK e é possível comprar o bilhete na hora com o motorista. O ônibus sai da estação central às 7h30. A viagem dura aproximadamente três horas, passando por paisagens espetaculares e com direito a uma parada de 15 minutos no caminho.

Onibus da Tide Reiser que faz o translado de stavanger até a kjeragbolten

Ferry + Ônibus

Outra opção é pegar um ferry que vai atravessar todo o Lysefjorden e depois pegar um ônibus. O trajeto de ônibus da estação de ferry até a base da trilha não deve durar nem 20 minutos. É realmente muito perto. Como nós não fizemos esse trajeto, eu não saberia informar, mas acredito que deve ter ônibus saindo da estação de ferry em direção a base da trilha, minutos depois da chegada da balsa.

Aluguel de carro

Essa era a nossa primeira opção antes de fecharmos a parceria com a Tide Reiser. Sabíamos que iria ficar bem mais caro, mas teríamos a vantagem de ficar o tempo que quiséssemos na trilha. Depois de ter feito a trilha eu digo: bobeira! Na minha opinião, essa é a pior opção para fazer a trilha. Além de mais cara, ninguém merece ter que dirigir por 2h30 para chegar e para voltar da trilha.

A trilha até a Kjeragbolten

Impossível não sentir aquele friozinho na barriga quando você chega na base na base da trilha! Lá você vai encontrar alguns banheiros para um ultimo pit stop e um restaurante com uma vista panorâmica incrível!

foto do restaurante panoramico na base da trilha para a kjeragbolten

A trilha é composta basicamente por 3 montanhas. A primeira subida é bem forte. Não sei se foi porque o corpo ainda estava “frio”, mas eu já precisei de algumas paradas estratégicas para descansar logo na primeira subida. Lá de cima o visual já é bem bacana. E é lá de cima também que você vai tomar o susto ao olhar para a próxima montanha que você vai ter que subir.

mapa com distancia e altitude da trilha para a kjeragbolten

Olhando de longe assusta um pouco porque ela é bem íngreme. Em alguns momentos você até precisa fazer uma mini escalada, mas eu garanto, é muito fácil e como o corpo já está quente, não dá nem para cansar direito. Vimos várias crianças e até cachorros fazendo essa trilha.

Trilha para a pedra Kjeragbolten na noruega 1

trilha para a kjeragbolten pesada

Dica: Não cometa o mesmo erro que eu em levar 3 litros de água para a trilha. Vai ser muito peso sem necessidade. Na descida da primeira montanha você vai cruzar um rio e essa é a hora de encher a garrafa. Foi a melhor água que eu já tomei na minha vida!

Depois de subir a segunda montanha, mais uma vez vem uma descida e outro rio. Nesse trecho já começamos a pegar algumas partes com gelo.

Trilha para a pedra Kjeragbolten na noruega 3

A terceira subida também foi puxadinha. Ela não é tão íngreme, mas é bem longa. Depois de subir a terceira montanha, a trilha fica praticamente toda plana. Dependendo da época do ano em que você for, essa parte vai estar com muito gelo. Nossa viagem foi no início de julho e toda essa parte plana estava com gelo.

neve na trilha para a kjeragbolten

Dica: toda a trilha é sinalizada com a letra “T” pintada em vermelho nas pedras. Além disso o caminho é muito bem demarcado. Não há necessidade de guia para a trilha. Pode ir tranquilo que não tem como se perder.

Depois de mais algum tempo caminhando você irá encontrar essa placa na trilha. Seguindo reto, você vai para um mirante com vista para todo o fiorde Lysefjorden. Seguindo o caminho da esquerda você vai direto para a Kjeragbolten. Como já estávamos mortos e doidos para chegar na pedra, pegamos o caminho da esquerda.

trilha kjeragbolten

Em menos de 10 minutos de caminhada da placa você vai chegar na Kjeragbolten. A sensação ao ver aquela pedra que até então você só via por foto na internet é muito legal!

area onde fica a kjeragbolten

O espaço para tirar as fotos da pessoa que está em cima da pedra estava com muito gelo, deixando a situação um pouco perigosa, pois com um escorregão ali a pessoa iria deslizando direto para o abismo sem escalas!

A Jéssica falou para eu ir primeiro para, segundo ela, “dar tempo da minha reclamação sobre as fotos e o pedido de tirar mais depois”. Não é que ela acertou de primeira? Depois nós trocamos de lugar!

Trilha para a rocha Kjeragbolten na noruega presa em uma fenda nas montanhas 3

Uma coisa que me chamou a atenção e me bateu um medinho de leve na hora de subir na pedra, é que o lugar é realmente perigoso. Ao contrário da Pedra do Telégrafo no Rio de Janeiro, por exemplo, na Kjeragbolten não tem nenhum tipo de “chão” em baixo da pedra. Um escorregão ali, já era. Sem segunda chance.

Legal também era ficar observando as pessoas subindo na pedra e fazendo suas poses para as fotos. Teve um japa que colocou a bunda pra fora. Que desagradável.

O espaço para passar por trás de uma rocha e subir na pedra também é apertado. Tem que passar com cuidado por ali. Tem até uma cordinha para servir de apoio para quem for subir na pedra. Algumas pessoas inclusive subiam e não tiravam a mão da corda em momento algum.

como subir na pedra kjeragbolten ajuda corda

Depois das fotos era momento de comer alguma coisa e relaxar. O visual do fiorde Lysefjorden, com uma queda d’água formada pela neve que estava derretendo na montanha ao lado nos deixava hipnotizados. Um registro que nunca vai sair da minha memória.

casal bruno e jessica na kjeragbolten com vista para o fiorde Lysefjorden

Visual do kjeragbolten vista para o fiorde Lysefjorden

Depois do lanche ainda pedimos para um rapaz tirar fotos nossas juntos na pedra! Não é que o cara caprichou?

Trilha para a pedra Kjeragbolten na noruega presa em uma fenda nas montanhas 1

Trilha para a pedra Kjeragbolten na noruega presa em uma fenda nas montanhas 2

Trilha para a pedra Kjeragbolten na noruega presa em uma fenda nas montanhas 1 visual para o fiorde

Ao todo foram aproximadamente 1h30 lá em cima. Tempo suficiente para tirar muitas fotos com calma e apreciar bastante a paisagem. Ao contrário da Trolltunga, não tinha bastante gente para tirar as fotos na pedra. Era só chegar ali, subir e tirar a foto. Sem filas!

A volta foi mais tranquila e fizemos em 1h30 sem correria e até parando para tirar mais fotos. Chegamos na base da trilha e ainda tivemos que esperar por uns 30m o ônibus da Tide Reiser, que sai pontualmente as 16h45.

O hikking para a Kjeragbolten vale muito a pena. Como eu costumo falar, a trilha inteira é muito bonita, a mais bonita que já fizemos, inclusive. A pedra no final é apenas a cereja do bolo. Essa foi uma experiência que eu vou levar para o resto da minha vida!

Não deixem de conferir também o vídeo que fizemos sobre esse incrível lugar e aproveite para se inscrever no canal. Para assistir basta clicar aqui.

visual do fiorde na trilha para a kjeragbolten na noruega

jessica na kjeragbolten com vista para o fiorde Lysefjorden


HeaderLogoTide

Para essa viagem, o blog Deixa de Frescura recebeu o apoio da empresa Tide Reiser que nos ofereceu o transporte até a base das trilhas da Kjeragbolten, Pulpit Rock e até a cidade de Odda.


Vai para a Noruega? Clique aqui é garanta seu desconto de 15% no desconto no seguro viagem com a Mondial Assintance

Quer saber mais da nossa viagem para a Noruega? Confira também:

Noruega: Tudo o que você precisa saber antes de ir

Preikestolen: A famosa pedra do púlpito na Noruega

Trolltunga – A trilha mais incrível que fizemos na Noruega

Confira aqui as melhores opções de hospedagem pela Noruega!
banner-booking

Sobre o autor

Carioca da gema, flamenguista, psicólogo e apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Após dois anos morando em Dublin, é hora de retomar a vida no Brasil e desbravar cada cantinho do nosso país.

  • Mirella Matthiesen

    Muito legal … agora entrou pra listinha do preciso fazer antes que comece a ter medo de altura 🙂

  • Lu Ravazi

    Caramba, não sabia desse lugar!! Ando pesquisando Noruega pois estamos planejando para 2016! Valeu pela dica, com certeza entrou no futuro roteiro!!

    • Legal, Lu! Fique de olho aqui no blog que já estamos escrevendo todos os artigos da nossa viagem pela Noruega. Tem mais lugares incríveis por vir. Dê uma olhada no Instagram também que você vai ter uma noção =)

  • Thiago Laurentino

    Oi, Bruno!

    Cara, seu post realmente me motivou a ir pra Noruega fazer 2 trilhas (Kjerag e Trolltunga) das 3 que vc fez.

    As passagens já estao compradas para agosto! Também sou intercambista aqui em Dublin e chegarei no aeroporto de Oslo. O problema mesmo é a logística de uma cidade para outra. Tudo é muito caro! Será que consegue me dizer ql opcao vcs escolheram para ir de Oslo para Stavanger, por favor? Me salva, cara!

    Valeu!

    • Fala Thiago!

      Nós fomos de avião mesmo! Pagamos 90 euros na passagem se eu não me engano. Se prepare que a Noruega é MUITO cara! Hahaha!

      Valeu!

  • Paulo Meneleu

    Oi Bruno, primeiramente, parabéns pelo post, muito simplificado, objetivo e claro! Vou fazer a trilha mês que vem, mas vou de carro, gostaria de saber se existe estacionamento na base das três trilhas. Obrigado.

    • Fala Paulo! Muito obrigado pelos elogios!

      Na base de todas as três trilhas que fizemos tem estacionamento sim. Pode ir tranquilo!

  • Cecília Ataídes

    Parabens Bruno pelo blog! vou fazer essas 3 trilhas na primeira semana de setembro, vi que voce pegou onibus direto de stavanger para odda depois da trilha, queria fazer esse mesmo caminho so que oposto, vou primeiro pra trolltunga e depois desco pra outras duas trilhas, voce saberia me informar se terei a mesma facilidade e disponibilidade na epoca que eu irei? desde ja muito obrigada!

    • Boa noite, Cecília! Muito obrigado!

      De Oslo para Odda você pode ir de ônibus, não tem erro. De Odda para Stavanger deve ter algum transporte, mas eu não sei. Nós fizemos (o trajeto inverso, de Stavanger para Odda) por um ônibus da Tide Reiser, porém, confira antes no site deles se eles ainda estarão disponibilizando esse ônibus =)

  • PêEsse

    Ao todo, quanto tempo de trilha da base até a pedra?

  • Cassio Alem Leite

    toppppp