займ онлайнкредиты онлайн
Close

Bruges sempre foi uma cidade que me deixou desconfiada. De uns anos para cá era quase uma regra, se uma pessoa vai a Bruxelas, ela precisa ir a Bruges. Em todos relatos de viagem, feitos em blogs ou por amigos mesmo, Bruges era descrita como uma verdadeira cidade de contos de fada. E já que todos falavam tanto fomos conhecê-la para tirar nossas próprias conclusões.

Bruges cidade de conto de fadas Belgica centro historico viagem ferias Europa

De Bruxelas para Bruges

Bruxelas e Bruges são cidades bem próximas, separadas apenas por cerca de uma hora de trem. Como estávamos hospedados em Bruxelas bem próximos à Grand Place, pegamos o trem na estação Central, a melhor estação para se “localizar” na cidade pois de lá é possível pegar tanto o trem, que vai para o Aeroporto e para Bruges ou o metro para ir até o Atomium, por exemplo (por sinal, o ônibus que sai de Bruxelas para Amsterdam faz o ponto na rua ao lado dessa estação).

Compramos os bilhetes nas máquinas de auto-atendimento mesmo. O destino Bruges, ou Brugge (como é em francês), está bem em destaque nas máquinas e é bem fácil de realizar a compra. Detalhe: essas máquinas só funcionam com pagamento no cartão de débito, para comprar os bilhetes em dinheiro é preciso ir até os guichês de atendimento. O bilhete de ida e volta custou € 28,20 e valem para o dia inteiro.

Mesmo estando na plataforma certa, conseguimos entrar no trem errado. Como o funcionário que confere os bilhetes só apareceu muitas estações depois tivemos que descer bem a frente e só ai trocar de trem. Então prestem bastante atenção e, na dúvida, siga os turistas chineses.

Em Bruges

Bruges cidade de conto de fadas Belgica passeio barco rio viagem ferias Europa

Assistimos o filme “In Bruges” (Na mira do chefe, nome no Brasil) quando já estávamos de volta a Dublin. O filme foi indicado por um ex-professor de inglês para nos acostumarmos com o sotaque irlandês de Colin Farrel e acabou nos chamando bastante atenção por conta das comparações e piadas que os personagens fazem com a cidade. O irlandês passa o filme todo falando que ele nasceu em Dublin e por isso Bruges era um “buraco”, para fazer uma tradução mais educada. O inglês se refere a cidade como um conto de fadas, mas fala “pena que fica na Bélgica“.

Bruges cidade de conto de fadas Belgica town hall viagem ferias Europa
“Town Hall” ou prédio da prefeitura
Bruges cidade de conto de fadas Belgica detalhes town hall caminho para basilica sangue sagrado viagem Europa
Caminho em direção à praça da Basílica do Sangue Sagrado e detalhes do prédio da prefeitura. A Basílica é o prédio pequeno cinza a esquerda.

A verdade é que Bruges é sim uma cidade muito bonita. Suas ruas estreitas com estradas em pedra nos fazem ter a impressão de que voltamos no tempo. Toda a cidade parece ser bem antiga, não se vê prédios modernos ou mesmo com mais de quatro andares de altura.

Se você for do Rio de Janeiro com certeza já ouviu alguém falando que Niterói é um ovo, se pensarmos assim Bruges é um ovo de codorna! E é justamente por ser pequena que Bruges guarda um certo charme. Um dos passeios mais populares entre os turistas é, a exemplo de Amsterdam, alugar uma bicicleta e sair explorando as ruelas da cidade.

Caminhando por Bruges

Bruges cidade de conto de fadas detalhe ruas viagem ferias Europa
Detalhe de uma das casas encontradas fora do roteiro turístico de Bruges.

Opinião pessoal: tenho vergonha alheia dos turistas que alugam bicicletas e agem como se a rua fosse deles. Falam alto, gritam e cortam entre os pedestres. Embora ache que Bruges é uma cidade perfeita para se conhecer de bike, como nossa intensão era turistar, ou seja, andar devagar para observar tudo e, é claro, parar para fotos, preferimos ir andando e assim não sermos aqueles turistas malas que atrapalham os moradores da cidade.

Bruges cidade de conto de fadas caminhada margens do rio ponte

O canal que corta a cidade é um ótima referência, além de proporcionar linda paisagens. Assim como na maioria das cidades europeias, Bruges também tem empresas que oferecem passeio pelo rio, o chamado river cruise. O passeio é mais popular no verão, entre os meses de maio e setembro. Fomos em abril e, embora já estivéssemos na primavera, estava bem frio e descartamos esse passeio.

A arquitetura de Bruges

Entre os séculos XII e XV Bruges viveu a sua “era de ouro”, daí se explica porque os prédios e toda a cidade parece ter parado nessa época.

Na Grote Markt, a grande praça de Bruges, prédios dessa época se misturam com construções do século XVIII também. Essa praça reúne o que há de melhor na cidade, com os monumentos, museus e bares com os deliciosos waffles belgas e cerveja, claro.

Bruges cidade de conto de fadas Belgica praca campanário grote markt ferias viagem Europa
Grote Markt
Bruges cidade de conto de fadas Belgica praca bares grote markt viagem ferias Europa
Lado dos bares na Grote Markt.

Como conclusão se Bruges é realmente tudo o que dizem, pessoalmente digo que não. A cidade é bem bonita, parece uma mistura de cenário de algum filme com uma casa de bonecas. Mas, acredito que ficou um pouco supervalorizada pelos turistas só por estar na Europa. Mas se você, assim como nós, é do tipo que gosta de conferir por si mesmo, vá!

Bruges também uma opção para um dia mais tranquilo, uma fuga após uma Eurotrip cansativa passando por cidades mais corridas como Londres, Paris ou Amsterdam. Não existe viagem ruim e sim viagem mal aproveitada e nós sempre buscamos aproveitar ao máximo cada cidade.


Vai vistar a Bélgica? Clique aqui é garanta seu desconto de 15% no desconto no seguro viagem com a Mondial Assintance.

Quer saber mais da nossa viagem à Bélgica? Veja também:

Bruxelas – os principais pontos turísticos da cidade

Bélgica – dos chocolates aos negócios mais importantes da Europa

Pensando em passar a noite em Bruges? Veja aqui várias opções de hospedagem:
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.