Close

“Se viajar fosse de graça, você provavelmente nunca mais me veria.” Não sei quem foi o autor dessa frase ou quem foi o primeiro a compartilhá-la nas redes sociais, mas seja ela (ou ela) quem for só falou uma grande verdade. Viajar custa e por isso, nem sempre podemos passar nas cidades quanto tempo realmente gostaríamos. No caso da nossa visita à Edimburgo, tínhamos nas mãos apenas três dias. Parecia pouco no início, porém conseguimos montar um roteiro de viagem bem bacana aproveitando bem cada dia.

Roteiro de viagem para Edimburgo

Dia 1 – Castelo de Edimburgo / Camera Obscura / Whisky Experience / Royal Mile

Começamos nosso passeio por Edimburgo em grande estilo já indo direto conhecer o Castelo mais importante da cidade. O Castelo de Edimburgo foi erguido no alto da Castle Rock e no final da Royal Mile, a rua mais famosa e um das mais antigas de Edimburgo.

DCIM100GOPRO

Nossa dica é visitá-lo logo cedo para conseguir tirar fotos no pátio em frente ao Castelo antes da multidão de turistas chegarem. Separe a manhã para as exposições internas (falamos sobre todas elas em Castelo de Edimburgo – a fortaleza que da nome à capital da Escócia) e assista ao tiro de canhão às 13h.

Saindo nesse horário, desça a Royal Mile e almoce em um dos mais variados pubs e restaurantes que existem lá. A dica para pagar mais barato é procurar lugares nas ruas adjacentes à Royal Mile onde os pratos e as bebidas são mais baratos.

Volta da pausa do almoço, visite a Camera Obscura, um museu interativo totalmente dedicado a  ilusões de ótica. Como falamos em Edimburgo – o que vale a pena fazer?, essa atração é imperdível. Até para variar um pouco do clima medieval e um pouco sério da cidade.

Edimburgo-o-que-vale-a-pena-fazer-the-scotch-whisky-experience-maior-colecao-do-mundo-escocia-europa

Em frente à Camera Obscura está o Scotch Whisky Experience, para os amantes da bebida vale muito a pena. O tour mostra como o Whisky escocês é feito e ensina a saber identificar a região de cada variação da bebida. Também explicamos detalhadamente sobre esse passeio no post o que vale a pena fazer. Na verdade nós fizemos esse tour no último dia de viagem, mas como ele é tão perto do Castelo e da Camera, o ideal é que você visite logo as três atrações no mesmo dia.

Dia 2 – Princess Gardens / Scott Monument / Calton Hill / Palácio de Holyrood

edimburgo-walking-tour-caminhada-cidade-pontos-turisticos-escocia-castelo-holyrood-reino-unido

No segundo dia fizemos uma caminhada pela cidade cobrindo os seus principais monumentos públicos e no final o Palácio que é a residência oficial da Rainha Elizabeth II quando ela visita a Escócia.

O passo a passo desse roteiro está no nosso post Edimbugo – Walking Tour pela cidade.

Dia 3 – Greyfriars Bobby / National Scotland Museum / Harry Potter walking tour

Começamos esse dia visitando a estátua do famoso cãozinho que guardou até o fim a sepultura de seu dono, mas não indicamos ninguém a fazer o mesmo. Como explicamos anteriormente, entre outras coisas, a estátua fica lotada.

Assim como em Dublin, o clima em Edimburgo é totalmente instável e quando menos se espera começa a ventar muito forte e a chover. Como pegamos mais um dia de chuva, optamos por voltar à Royal Mile e fazer a visita ao Whisky Experience e também visitar uma loja de lembrancinhas (a primeira a esquerda, na saída do pátio do Castelo de Edimburgo). Por dentro há uma exposição sobre os famosos lenços (será que posso chamar de lenços?) quadriculados escoceses. Cada combinação de cor e estampa representa uma família, um sobrenome. Também visitamos nesse dia a Saint Gilles Cathedral, mas vocês podem fazer tudo isso já no primeiro dia, se conseguirem tempo.

Edimburgo-roteiro-Escocia-fabrica-kilts-royal-mile

Embora não tenhamos ido. uma sugestão para o terceiro dia é visitar o National Scotland Museum. A entrada é gratuita e a exposição é bem variada com artigos do Egito Antigo, uma área de história natural e até a Ovelha Dolly está lá.

E para os fans de Harry Potter, existe o Potter Trail, um walking tour gratuito que infelizmente só descobri depois que já havia retornado a Dublin. Os guias passam por alguns lugares batidos como o Elephant House, café onde JK Rowling teria escrito o primeiro esboço de Harry Potter e a pedra filosofal ou teria encontrado pela primeira vez com seu editor (os donos do café preferem a primeira versão) e também por outro não tão conhecidos como a escola que serviu de inspiração para Hogwarts e até de onde a autora tirou alguns nomes dos personagens como o da ProfªMcGonagall.

Edimburgo-roteiro-Escocia-tour-Harry-Potter-cafe-J-K-Rowling
Café onde “Harry Potter e a pedra filosofal” teria sido escrito.

Embora o projeto seja gratuito (feito de fans para fans) vale dar aquela força no final para o guia. Assim ele continuará existindo por mais e mais tempo.


Vai para a Escócia e ainda não contratou seguro de viagem? Clique aqui e garanta 15% de desconto na Mondial Assistance.

Quer ver mais de Edimburgo e do Reino Unido? Confira também:

Castelo de Edimburgo – a fortaleza que da nome à capital da Escócia

Edimburgo – o que vale a pena fazer?

Roteiro em Londres – quatro dias pela cidade

Confira mais de 500 opções de hotéis em Edimburgo!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.

  • Emma Gonçalves

    Olá.
    Gostaria de partilhar também um ótima experiência, quando foi a Escócia (em apenas 3 dias) visitamos todos esses lugares e ainda fizemos um pequeno cruzeiro pelo lago ness e pelas terras altas das Escócia.
    A todos aconselhava este roteiro pois é excelente e muito agradável 🙂

    ótimo trabalho com o blog

    • Olá Emma, sem palavras para agradecer o seu comentário! =)

      Valeu mesmo!!!