Close

Visitar um país como o Marrocos e perder a chance de mergulhar em sua história é um grande desperdício. Marrakech é uma cidade milenar e já foi capital de todo o reinado (por assim dizer). Mesmo após perder essa posição, sua importância para o país segue até os dias de hoje como indiscutível. Por essa razão a cidade guarda símbolos dos tempos áureos do Marrocos, principalmente quando o país era dirigido pela dinastia Saadi (ou Saadiana). Grandes exemplos são os Palácios Badi, Palácio da Bahia e as Tumbas Saadianas.

Palácio Badi / Palais Badi

palacio badi palais el badii ruinas viagem marrakech palácios marrocos

O Palácio Badi é também conhecido como Palácio El Badi, Al Badi ou Badii em diversas traduções, mas é na versão em francês que o viajante mais escuta e lê seu nome em Marrakech: Palais Badi.

Dizem que ele já foi um dos palácios mais luxuosos e ricos de todo o mundo – senão o mais luxuoso e rico. Foi erguido no século XVI e decorado com tudo que havia de melhor: ouro, turquesa e cristal. Seu nome, El Badi, significa “o incomparável”. No entanto, o Palácio acabou sendo saqueado e o que restou hoje são apenas ruínas. Mas não pense que isso diminui o impacto que temos ao visitar o Palácio. Mesmo em ruínas ele continua sendo incomparável.

palacio badi palais el badii vista panoramica ruinas marrakech palácios marrocos

palacio badi ruinas marrakech palácios marrocos

Durante a montagem do roteiro de viagem tínhamos decidido que deixaríamos a visita ao Palácio Badi para “se desse tempo”. Quando lemos que restava bem pouco do palácio original, pensamos que não perderíamos nada se deixássemos de visitá-lo. Que bom que o visitamos! Hoje, indicamos a todos a visita ao Badi como essencial numa visita a Marrakech.

A entrada para o pátio custa 10 dirhans (€ 1 e cerca de R$ 3). Já para ver a exposição, são mais 10 dirhans. O horário de visitação é das 8h às 17h. Optamos por apenas visitar o pátio do Palácio. Um lugar inspirador que nos rendeu belíssimas fotos.

palacio badi palais el badii vista montanha atlas marrakech palácios marrocos
Vista das Montanhas Atlas cobertas de neve.

 

palacio badi palais el badii ruinas por dentro visita viagem ferias marrakech palácios marrocos

Palácio da Bahia / Palais Bahia

O Palácio da Bahia era a residência do grão vizir, o conselheiro do Sultão. Foi construído em duas partes: a primeira pelo vizir Si Moussa e a segunda por seu filho, o vizir Ba Ahmed, que queria superar a obra de seu pai. Dessa forma, o Palácio não é lá muito uniforme, mas é muito bonito e um ótimo representante da arquitetura árabe e de toda o sua imponência. Artesãos de todo o Norte de África e da Andaluzia foram contratados para a construção do Palácio.

palacio bahia palais visita marrakech palacios marrocos

Embora esteja bem conservado, o Palácio da Bahia ou Palais Bahia (nome que significa “brilho”) também foi saqueado após a morte de Ba Ahmed. Inclusive, há informações de que o próprio Sultão teria levado grande parte do mobiliário e decorações do Palácio após a morte de seu vizir, já que era de conhecimento de todos o quão rico era o vizir e seus esforços para decorar o Palácio com o que havia de melhor em todo o mundo, tendo importando muitos materiais até da Itália.

palacio palais bahia marrakech palácios marrocos
Detalhes do Palácio – estilos árabe-andaluz

 

palais bahia marrakech palácios marrocos por dentro ferias viagem

É um Palácio bem bonito e é uma ótima oportunidade para se conhecer mais da arquitetura árabe, mas para ter um impressão definitiva sobre esse estilo, o melhor lugar ainda é Alhambra, a cidade palaciana dentro de Granada.

A entrada para os jardins e para o Palácio da Bahia também custam 10 dirhans e o horário para visitação é das 8h às 18h.

Tumbas Saadianas / Tombeau Saadiens

Como o nome já indica, as Tumbas Saadianas não são um palácio, são um cemitério mesmo. O que as torna tão importantes é a família que dá nome ao lugar. A dinastia Saadi governou Marrakech do século XVI a XVII, época em que a cidade era a capital do país. O mausoléu foi construído no século XVI pelo sultão Ahmad Al- Mansur para abrigar sua mãe e, posteriormente, ele mesmo assim como outros membros de sua família.

tumbas saadianas tombeaux saadiens dinastia saadi marrakech palácios marrocos
As tumbas mais importantes do mausoléu

 

tumbas saadianas tombeaux saadiens por dentro arquitetura marrakech palácios marrocos

Entre os materiais utilizados na construção estão a madeira de cedro e mármore italiano.

Na nossa opinião, não se trata de uma visita imperdível. Na verdade, achei meio mórbido e até desrespeitoso tantos turistas andando por e tirando fotos das tumbas. Isso porque as tumbas não se limitam às de dentro do mausoléu, mas também estão nos jardins. Estimam-se que no total existam 60 membros da dinastia Saadi enterrados lá.

O bilhete de entrada também custa 10 dirhans e o horário de visitação é das 8h às 16h.

tumbas saadianas tombeaux saadiens jardins viagem marrakech palácios marrocos
Jardins exteriores com mais tumbas.

Todos os Palácios – Badi e Bahia – assim como as Tumbas Saadianas localizam-se dentro da Medina e são bem próximos uns aos outros. É possível conhecer os três pontos no mesmo dia saindo a pé da Medina ou com o ônibus Sightseeing, que pegamos nos últimos dias em Marrakech.


Vai para o Marrocos e ainda não contratou seguro de viagem? Clique aqui e garanta 15% de desconto na Mondial Assistance.

Quer saber mais de Marrakech? Confira também:

Praça Jemma el-Fna e Koutoubia – os símbolos de Marrakech

10 dicas práticas e essenciais para quem vai a Marrakech

Marrakech – A cidade vermelha e seus contrastes

Vai para Marrakech? Confira aqui opções de Hoteis e Riads!

banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.

  • Diego Ferla

    Ola! Mais uma vez eu! Adorei saber que os três palacios ficam pertos, um dos outros. Valeu muito a dica dos preços e horarios de abertura também!

    Tenho mais uma pergunta: quanto tempo (mais ou menos) é necessario para cada um? Umas 2 horas?
    Vocês acham que 1 dia e meio é o suficiente para ver o mais importante?

    Obrigado!

    • Olá Diego, desculpe pela demora em responde-lo. Acabamos não vendo o seu comentário antes.

      Acho que depende de cada um. Eu não gostei das Tumbas Saadianas e nós acabamos ficando pouco tempo lá ( cerca de 20 min). No Palácio Badi a gente gastou cerca de uma hora e meia, mas ficamos muito tempo tirando fotos. No Palais Bahia nós ficamos cerca de uma hora.

      Um dia e meio é suficiente para ver com calma todos os palácios citados no post =)

  • V2

    Olá, Será que é possível visitar estes 3 locais mais o Ben Youssef e Museu de Marrakesh no mesmo dia?

    • Olá pessoal, olha, até é possível, mas vai ficar muito corrido. Tentem chegar na primeira atração bem cedo para aproveitar ao máximo os lugares =)