займ онлайнкредиты онлайн
Close

Os Cliffs of Moher formam a paisagem mais bonita da Irlanda e é um passeio obrigatório, não só para quem vem a turismo , mas até mesmo pra quem está morando aqui, como nós. Conhecer os Cliffs ou penhascos de Moher estava em nosso planos desde nossos primeiros meses no país, mas sempre alguma coisa parecia atrapalhar nossos planos. O principal empecilho sempre foi o clima, que na Irlanda muda de uma hora para outra. Esperamos um final de semana sem chuva, alugamos um carro e pé na estrada!

Casal Bruno e Jéssica nos Cliffs of Moher, Irlanda

Como chegar?

Os Cliffs ficam a 80km de Galway e a 267km de Dublin. Existem muitas empresas na cidade que oferecem a opção de fazer um passeio bate e volta saindo do centro de Dublin. Os horários das excursões (ônibus com entre 30 e 40 pessoas) variam de acordo com a época do ano e do dia da semana e o valor gira em torno de € 30 por pessoa. Na minha opinião, esse tipo de passeio é muito cansativo e pouco produtivo já que no final só é permitido ficar cerca de uma hora nos Cliffs em si.

Penhascos do Cliffs of Moher, Irlanda

Há também a opção de ir até a cidade de Galway, passar a noite lá e no dia seguinte ir para os Cliffs. Nós optamos por essa opção e não nos arrependemos (veja as formas de chegar até Galway aqui). Além de conhecer mais um cidade da Irlanda, a viagem não ficou cansativa e conseguimos aproveitar um dia inteiro nos Cliffs of Moher!

Já em Galway, acordamos bem cedo e partimos em direção aos Cliffs of Moher. Seguimos a dica dos amigos do Aventura Mango e pegamos um trecho da Wild Atlantic Way. A viagem acaba sendo um pouco mais longa, mas como a estrada vai contornando todo o litoral, as paisagens são bem bonitas.

Dunguaire Castle, um castelo no caminho dos Cliffs of Moher, Irlanda
Dunguaire Castle, no caminho dos Cliffs of Moher

Após cerca de 1 hora chegamos ao estacionamento dos Cliffs. A compra do bilhete visitação é feita ali mesmo na entrada do estacionamento. Nós pagamos € 4 (tarifa de estudante). O valor para adulto é de € 6 e crianças menores de 16 anos não pagam.

Passeio nos Cliffs of Moher / Penhascos de Moher

Mesmo após ver muitas fotos e vídeos sobre o lugar, acho que é impossível ter a real dimensão de como são os Cliffs. A primeira visão que se tem ao descer do carro, ou ônibus, se for o seu caso, é de que se chegou a uma imensa fazenda. Ao passar pelos portões que demarcam a área protegida, é só seguir alguns metros para encontrar o Centro de Visitação dos Cliffs of Moher. Lá existem todas as facilidades como banheiros, restaurantes e lojas de souvenirs.

O local também tem um espaço que conta com painéis interativos explicando sobre a geologia da região, fauna e flora. Além de uma sala multimídia com uma animação que te permite praticamente  sobrevoar sobre os Cliffs of Moher. Tudo muito bem estruturado. Mas como estávamos ansiosos para ter aquela vista dos Cliffs of Moher, deixamos para explorar o centro de visitação após o passeio.

Saímos do centro de visitação acelerando o passo, ansiosos para ter aquele visual que só tínhamos visto em fotos. Cerca de 100 metros caminhando e… sensacional! Impossível não se impressionar com a grandiosidade e com a beleza do lugar. É realmente incrível! Os penhascos de mais de 200 metros de altura se encontrando com o oceano, é de deixar qualquer um de boca aberta! Ao todo são 8 km de extensão e o ponto mais alto tem  214 metros, onde está a O’Brien Tower.

Penhascos do Cliffs of Moher, Irlanda

Após o primeiro impacto da vista dos Cliffs of Moher e algumas fotos, tínhamos a opção de ir para a direita, sentido norte, subindo em direção à O’Brien Tower, ou para a esquerda, percorrendo os Cliffs por cima. Como tínhamos o dia inteiro pela frente, decidimos ir para a direita e explorar a área da O’Brien Tower para depois percorrermos os Cliffs.

Explorando os Cliffs sentido O’Brien Tower (Norte)

Alguns lances de escada levam você até a parte mais alta da área de visitação e a cada degrau, a vista vai ficando mais impressionante. Em poucos minutos você chega na O’Brien Tower. Pagando uma taxa de € 2 é possível entrar na torre, mas como ela estava em obras quando fomos, nem procuramos saber se estava aberta para visitação.

Passando pela torre e continuando o caminho, encontramos uma placa avisando que a partir dali era proibida a entrada sem permissão, pois tratava-se de uma propriedade particular. Mas pelo que vimos é bem comum os turistas passarem por ali. A impressão que ficamos é que aquela placa é um tipo de aviso para os visitantes: a partir daqui, é por sua conta e risco!

cliffs-of-moher-galway-irlanda-ireland-penhascos-placas

E depois fomos entender o porquê do aviso. A cada 40 metros de caminhada encontrávamos um ponto bacana, e as vezes até perigoso, para tirar fotos e contemplar um pouco mais os Cliffs of Moher.

O final do caminho foi uma das partes mais bacanas da nossa visita aos Cliffs! Mesmo já tendo visitado lugares, onde a altura era uma atração a parte como a Chapada Diamantina e o Caminito del Rey, ficamos bem impressionados com os Cliffs. Gastamos um tempo tirando essas fotos e apreciando a paisagem sentados na beira do precipício de 200m de altura.

cliffs-of-moher-galway-irlanda-ireland-penhascos-panoramica

cliffs of moher, altura, penhasco, perigo, vertigem, Irlanda,

cliffs of moher, altura, penhasco, perigo, vertigem

cliffs of moher, altura, penhasco, perigo, vertigem, Irlanda,

Pausa para o almoço!

Após terminarmos de conhecer a área da O’Brien Tower, descemos para o Centro de Visitação para almoçarmos. A ideia inicial era comer um sanduíche e já partir para percorrer os Cliffs por cima, mas ao vermos as opções e os preços, achamos que valia a pena fazer uma refeição completa.

A Jéssica escolheu um prato tradicional, o Irish Beef Stew e eu fiquei num Chicken curry com arroz. Cada prato custou € 10 e gostamos bastante da comida.

Caso você queira fazer apenas um lanche rápido, é possível comprar sanduíches e pizzas por preços mais baixos.

 Percorrendo os Cliffs of Moher por cima (Sul)

Terminamos o almoço e fomos percorrer o outro lado dos Cliffs. Não chegamos a percorrer toda a extensão dos Cliffs of Moher (lembra que são 8 km de extensão, né?) mas fomos até a metade do caminho, com direito a algumas paradas, simplesmente para sentar na grama verdinha e apreciar mais a paisagem. A cada 100 metros de caminhada era um ângulo diferente para apreciar.

cliffs-of-moher-galway-irlanda-ireland-penhascos-norte

A parte de cima conta com um caminho bem definido, para famílias com crianças e para quem não quer caminhar bem pertinho do precipício, portanto sem problemas em fazer esse passeio com crianças.

Após algumas horas percorrendo os Cliffs era hora de voltar para o Centro de Visitação para explorar um pouquinho mais de lá, antes de ir embora.

Casal Bruno e Jéssica, do blog Deixa de Frescura, nos Cliffs of Moher, Irlanda

cliffs-of-moher-galway-irlanda-ireland-penhascos-natureza-panoramica

Centro de Visitação dos Cliffs of Moher

O Centro de Visitação não é muito grande, mas é bem estruturado. Assim que chegamos, fomos direto para uma sala de projeção, para assistir uma animação bem bacana (e curta, cerca de 5 minutos) sobre os Cliffs of Moher. Após a projeção, fomos para o salão principal, onde encontramos vários tipos de painéis interativos.

Outra coisa bem legal que vimos lá, foi uma fotografia com o fundo chroma key (aquele fundo verde usado em filmes para efeitos especiais). Você escolhe uma das quatro opções de fundo para a sua foto num painel interativo e faz a pose, com direito a vento no rosto e tudo! Depois basta ir para alguns painéis ao lado, selecionar sua foto e mandar para o seu email. Nós tiramos uma foto bem legal pra botar aqui no blog, mas não sei se fizemos algo errado, pois a foto nunca chegou.

cliffs-of-moher-galway-irlanda-ireland-penhascos-centro-visitação

Vale a pena ir com agência?

Definitivamente, não! Os Cliffs of Moher são considerados um dos mais bonitos pontos turísticos da Irlanda e um passeio como esse, merece ser feito com calma, mesmo que tenha que gastar um pouco mais para isso. Nós levamos literalmente o dia inteiro nos Cliffs e valeu muito a pena.

Também já ouvimos diversos relatos de pessoas que foram com agência e não tiveram tempo de aproveitar o passeio, como aconteceu com a Alanna Kern, do blog Cultura na Mochila.

Ficou com vontade de conhecer esses penhascos tão famosos agora? Confira o vídeo que fizemos sobre nossa roadtrip aqui.

Casal Bruno e Jéssica nos Cliffs of Moher, Irlanda


Vai viajar para a  Irlanda e ainda não tem o seguro de viagem? Clique aqui para conseguir 15% de desconto para leitores do blog pela Mondial Assistance.

Quer saber mais sobre a Irlanda? Confira também:

Howth – de volta às trilhas na Irlanda

Partiu Bray! Conheça o litoral da Irlanda

Malahide – castelo e praia na Irlanda!

Pensando em conhecer os Cliffs? Confira aqui opções de hospedagem em Galway!
banner-booking

Sobre o autor

Carioca da gema, flamenguista, psicólogo e apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Após dois anos morando em Dublin, é hora de retomar a vida no Brasil e desbravar cada cantinho do nosso país.

  • Victor Castro

    Fala Bruno! Como vc, sou carioca da gema e mtooo flamenguista rs ve se me ajuda com uma questão: comprei passagem para fevereiro…. Vc acha que a visita ao cliff of moher é valida nessa epoca?

    • Fala Victor!! Vai depender da previsão do tempo cara. Quando você chegar na Irlanda, dê uma olhada na previsão e escolha o melhor dia para visitar os Cliffs. Tente pegar o dia que esteja ventando menos. Valeu!