Close

De tempos em tempos vemos nas redes sociais alguém compartilhando textos sobre viagens de aventura e mochilões. Alguns em forma de listas, outros sendo uma reflexão sobre esse estilo de viagem, mas o que está presente em quase todos os textos é a famosa frase: “Pegar as coisas e conhecer o mundo…”. Mas será que isso funciona assim mesmo?

Existem diversos tipos de mochileiros e claro, cada um com um estilo diferente. Alguns (e acho que a maioria) gostam de planejar nos mínimos detalhes sua viagem, outros preferem ir conhecendo os lugares a medida que vão viajando. Eu sou do tipo que gosta de planejar tudo do meu mochilão. Coloco tudo nas minhas planilhas de viagem, principalmente se for uma viagem internacional, ou uma viagem mais longa: Cidades, atividade de cada dia, preços, etc. Tudo vai para a minha planilha!

Recentemente tivemos uma experiência de fazer um mochilão planejando o mínimo possível. Fomos para Sevilha e GranadaEspanha de carro, sem mapa nem GPS, sem reservar hotel e sem traçar um roteiro. Acabamos perdendo muito tempo e dinheiro em coisas que poderiam ter sido evitadas se tivéssemos planejado a viagem. Por outro lado, tivemos a experiencia de dar de cara com lugares lindos que nunca tínhamos visto antes sequer pela internet.

alhambra-granada-patio-fachada-sul-palacio-de-comares-visita-monumento-espanha, mochilão
Cidade palaciana de Alhambra, em Granada

Mochilão com um bom planejamento

Como já disse, é o meu preferido. Para mim a sensação mais angustiante é estar num lugar e não saber se localizar no mapa.

O planejamento de um mochilão vai te tomar algumas horas. Toda informação é importante:  Quais lugares são imperdíveis, preço de cada atração, qual é o horário de funcionamento, etc. Algumas entradas de museus por exemplo, são mais baratas quando compradas pela internet. Ponto para o mochilão planejado.

Economia

Não tenha dúvidas que você vai economizar e muito planejando seu mochilão. Além de tickets que podem ser comprados pela internet com desconto, a chance de você conseguir economizar na hospedagem é grande. Sites como o booking permitem que você selecione o hotel ou albergue com base numa avaliação dos viajantes que já ficaram hospedados no local. Além disso, você pode pesquisar pelo melhor preço ou pelo mapa da cidade. Escolher um hotel perto das principais atrações turísticas que você quer visitar, irá poupando dinheiro de transporte publico.

Tempo

Para mim, nada melhor que chegar no albergue (já reservado), deixar a mochila e partir para o primeiro ponto que eu quero conhecer na cidade. Essa na minha opinião é outra grande vantagem de se planejar um mochilão. Você não perde tempo procurando hotel nem procurando tal ponto turístico.

Imprevistos

Com um bom planejamento, você consegue reduzir bastante os imprevistos no seu mochilão. Nem pensar em ficar sem lugar para dormir. Até imprevistos como o clima pode ser contornado com um bom planejamento de viagem. Eu tenho o costume de assim que terminar o roteiro do mochilão, selecionar o dia com as atrações menos importantes, ou atrações que não perderiam a graça num dia de chuva. Quando fomos para Londres, lembro que a previsão do tempo para o dia que iríamos visitar o Big Ben e a London Eye era de chuva! Como não queria aquelas fotos com o tempo meia boca, alteramos nosso dia de roteiro para o dia dos museus. Ou seja, mesmo com um dia de chuva na viagem, não perdemos as fotos com o céu bem azul de Londres.

londres-big-ben-parlamento-westminster, mochilão

Pega e vai!

Na verdade eu vejo muito “mochileiro de facebook” dizendo que esse é o melhor estilo de viagem, mas não conheço muitas pessoas que fazem uma viagem dessa. Mesmo não sendo o meu estilo preferido na maioria das vezes, consigo enxergar algumas vantagens de se viajar assim:

O poder da barganha

Reservando seu hotel com antecedência, você não tem como negociar. Você pode achar o melhor preço, mas você vai pagar o que estiver no site. Apesar de ser bem arriscado – e nem pensar em fazer isso em épocas de alta temporada – é possível tirar uma vantagem desse estilo rock n’ roll de viajar. Em Sevilha por exemplo, conseguimos um pequeno desconto na pensão em que ficamos. Por sorte conseguimos um excelente local por um ótimo preço, mas não sei se vale a pena arriscar.

Histórias pra contar

O famoso perrengue de viagem. Sem dúvida você terá muita história pra contar fazendo um mochilão no estilo pega e vai, já que imprevistos poderão acontecer com mais frequência. Nada como contar para os amigos o aperto que você passou em uma viagem.

Expectativa

Quem planeja muito, acaba fazendo uma viagem virtual, o que na opinião de muitos, tira um pouco a graça do lugar que você vai conhecer, já que você já viu centenas de fotos. Tivemos essa experiência  na viagem para Sevilla e isso eu digo que foi uma surpresa muito boa. Nossa surpresa foi em relação a Plaza de España. A unica coisa que sabíamos sobre o local era como chegar lá e assim que chegamos ficamos em silencio por minutos, apenas admirando a praça. Confesso que conhecer o lugar sem ter visto muitas fotos da internet deu uma sensação boa, pois a Plaza de España é realmente muito linda.

espanha-sevilha-plaza-espana-foto-dicas, mochilao

Tivemos outras duas experiências parecidas em viagens pelo Brasil, quando conhecemos a Cachoeira da Fumacinha na Chapada Diamantina e a Praia do Aventureiro em Ilha Grande.

Qual estilo de mochilão escolher?

Além do perfil de cada mochileiro, isso vai depender muito do destino. Alguns tipos de viagem tem que ter um bom panejamento, como viagens internacionais por exemplo. Imagina você não conseguir entrar em um pais porque não tem o comprovante da vacina da febre amarela (obrigatória para entrar na Tailândia), ou porque o seu passaporte está vencido?

Viagem no estilo Pega e Vai no geral acabam saindo mais caras. É bom pra quem não está apertado de grana, para viagens dentro do seu estado ou país, ou quando é uma viagem apenas de um final de semana. Já fizemos algumas viagens nesse estilo para Sana, Arraial do Cabo e São João del Rey. Nada melhor que decidir viajar em um dia e no outro pegar o carro e cair na estrada.

E você? Qual é o seu estilo?


Vai viajar? Reserve seu hotel pelo Booking!
banner-booking

Sobre o autor

Carioca da gema, flamenguista, psicólogo e apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Após dois anos morando em Dublin, é hora de retomar a vida no Brasil e desbravar cada cantinho do nosso país.