займ онлайнкредиты онлайн
Close

La Alhambra é um grandioso complexo de palácios localizado em Granada. O conjunto de monumentos é considerado um dos mais visitados de todo o mundo e é o mais visitado de toda a Espanha. Continuando nossa viagem pela região de Andaluzia, da qual Granada e Sevilha fazem parte, não poderíamos deixar de passar por lá.

Embora nossa viagem à Espanha tenha sido pensada como uma viagem de aventura (o objetivo número um era fazer o Caminito del Rey em El Chorro), seria uma pena não conhecer mais de outras cidades da região andaluz. Com a hospedagem em El Chorro, Málaga, planejamos apenas um “bate e volta” até Granada. Saímos por volta das 10h da manhã e pegamos a estrada com destino à famosa Alhambra.

alhambra-torre-de-la-vela-monumento-cidade-palaciana-visita-viagem-granada-espanha
Vista da Torre da Vela

Alhambra

La Alhambra é chamada por muitos de cidade palaciana. Isso porque o complexo foi construído nos moldes de uma cidade, com ruas e passagens bem definidas; mas ao mesmo tempo foi concebida para ser a sede do comando da província independente (daí os vários palácios). Foi construída em 1232 pela dinastia de reis muçulmanos Nazarí, que se declararam independentes e elegeram Granada como a nova capital. Por essa razão, a cidade também tinha um papel de fortaleza, com grandes muralhas e torres de vigilância. A própria  localização de Alhambra é totalmente estratégica, na colina de Sabika, para evitar e conter os ataques inimigos.

alhambra-cidade-palaciana-teto-fonte-detalhes-monumento-granada-viagem-espanha
Os detalhes no teto, chão em mosaico, janelas ornamentadas e as fontes baixas são características recorrentes em todos os palácios de Alhambra

Os Nazarí foram os últimos muçulmanos que governaram na Penísula Ibérica. Somente em 1492 eles foram forçados a entregar sua última posse, Alhambra, aos Rei Católicos. Assim Alhambra foi incorporada ao patrimônio da Coroa Espanhola como “Casa Real”. Por isso há uma grande mistura das dois “governos” no complexo, embora a influência árabe seja muito mais marcante é fácil encontrar, por exemplo, o escudo imperial de Carlos V e outros símbolos da Coroa espanhola.

alhambra-granada-palacio-carlos-v-cidade-palaciana-monumento-espanha
Fachada do Palácio Carlos V decorada com mármore e com influência da arquitetura romana

Alhambra foi palco de diversos eventos históricos importantes da história da Espanha, dentre eles conta-se que a cidade foi invadida pelas tropas de Napoleão e que na ocasião de sua retirada, em 1812, deixaram vários barris de pólvora nas torres para explodir a cidade. O mundo só não teria perdido Alhambra graças ao cabo Jose Garcia, que apagou o pavio que ligava os barris. Essa é apenas uma de várias lendas que rondam a cidade palaciana.

alhambra-granada-cidade-palaciana-detalhes-visita-monumento-mais-visitado-mundo-espanha

Como chegar?

Como alugamos um carro para viajar mais facilmente pela Espanha, fomos até Alhambra com ele. Há um estacionamento dentro do complexo. Para quem preferir ir de ônibus, existem linhas que saem do Centro (Gran e calle Pavaneras), do bairro do Realejo com conexão em Albacin e Sacromonte (linhas 30, 32 e 34). A linha 13, que sai do Centro (Puerta Real), também vai até Alhambra.

Como comprar os ingressos?

alhambra-monumento-granada-entrada-compra-ingressos-espanha
Entrada de La Alhambra

Por motivos de preservação, existem um número limite de visitantes por dia ao complexo e especificamente para visitar o Palácio Nazaríes é preciso comprar o ingresso com o horário exato para a visita. Já falamos que Alhambra é o monumento mais visitado da Espanha, certo?  Na prática isso quer dizer que é muito difícil conseguir comprar os ingressos na hora (embora não seja impossível no inverno). São muitas as histórias de pessoas que foram e que não conseguiram entrar porque não tinham comprado os tickets, então não arriscamos.

A venda é feita pela internet nesse link do ticket master. Escolhemos a opção de visita “Alhambra General”, pois era o mais completo incluindo acesso ao Palácios Nazaríes, Generalife e aos Jardins.  É possível escolher entre dois horários: manhã (de 8h às 14h) ou tarde (14h às 18h, no inverno, e até às 20h, no verão).  Após a escolha do turno o site pede para escolher um horário específico para os Palácios Nazaríes. Dica: reserve o horário para visitar os Palácios no mínimo uma hora depois da sua entrada; ou seja, se você comprar o ingresso para as 14h (e pretender chegar às 14h) reserve o horário de entrada nos Nazaríes das 15h em diante. Isso porque os três palácios são um pouco distante da entrada e eles são bem rigorosos com o horário de entrada.

alhambra-palacio-nazaries-patio-dos-leoes-detalhes-viagem-visita-granada-espanha
Palácios Nazaríes – Patio dos Leões

alhambra-patio-dos-leoes-palacio-nazaries-monumento-visita-viagem-granada-espanha

Os ingressos custam 15,40 euros (taxas incluidas) e são retirados na bilheteria de Alhambra, em uma fila especial. Basta levar o cartão usado na compra.

A visita

Quem acompanha o blog sabe que já visitamos diferentes tipos de Castelos e Palácios como o Palácio de Buckingham, o Castelo de Dublin e Versalhes. A visita à Alhambra foi bem diferente em muitos sentidos. Primeiro, é que diferente dos demais palácios, um passeio em Alhambra é bem livre. Existem um roteiro sugerido, mas o visitante pode fazer o caminho que quiser para fugir da multidão, por exemplo. Toda a cidade é dividida em quatro grandes setores, que podem ser visitados seguindo essa ordem: Alcazaba, Palácios Nazaríes, Partal e Generalife. Dessa forma o visitante daria exatamente uma volta completa pela cidade. Lembrando apenas que o Palácio Nazaríes tem um horário específico para ser visitado!

alhambra-granada-patio-fachada-sul-palacio-de-comares-visita-monumento-espanha

Um ponto ruim é que as únicas informações encontradas dentro do complexo são os pontos de orientação para o audioguia! O audioguia só está disponível em inglês ou espanhol e custa 7,50 euros. Particularmente não gostamos de audioguias, mas é preciso ter alguma fonte de  informação para visitar Alhambra. Acabamos comprando um guia na loja de souvenir, mas achamos muito ruim não ter mais informações dentro da cidade.

alhambra-torre-del-homenaje-cidade-palaciana-monumento-granada-viagem-espanha
Vista da Torre del Homenaje – Alcazaba

Respondendo à pergunta inicial do post – se vale a pena visitar Alhambra – depende do objetivo geral da sua viagem. Para nós valeu a pena, pois já estávamos na região. No entanto, a não ser que você seja um apaixonado pela cultura árabe, não indicaria uma viagem apenas para conhecer o monumento. A cidade palaciana é enorme e cada sala possui detalhes incríveis. Os tetos cuidadosamente ornamentados e as inúmeras fontes que se interligam são impressionantes, mas gostar da visita em geral é um pouco de gosto pessoal. Outra coisa que nos decepcionou é que o tempo chuvoso e com neblina nos impediu de ver a Sierra Nevada. Vimos a montanha apenas durante algumas horas do dia e não conseguimos registrar o momento.

De qualquer forma é uma ótima oportunidade para aprender mais sobre uma Europa que poucos conhecem. Para quem ainda está na dúvida, aqui estão mais algumas fotos que tiramos durante nossa visita e um vídeo sobre Alhambra.

alhambra-granada-palacio-carlos-v-patio-interior-cidade-monumento-espanha
Patio interno do Palácio Carlos V

alhambra-granada-palacio-carlos-v-patio-interior-panoramica-cidade-monumento-espanha

alhambra-palacio-casa-real-cristiana-janela-monumento-visita-granada-viagem-espanha

alhambra-palacio-casa-real-cristiana-patio-de-lindaraja-monumento-visita-granada-viagem-espanha
Pátio de Lindaraja

Vai viajar? Reserve seu hotel pelo Booking!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.