займ онлайнкредиты онлайн
Close
Londres de graça!

Londres é conhecida como uma cidade cara. Grande parte dessa fama se deve ao fato de que a moeda usada, a libra ou pound, é mais forte que o real, dólar e o euro. Assim quando convertemos o preço pago em cada coisa para nossa moeda os valores finais assustam, mas para quem ganha em pounds os valores são mais do que justos. Mesmo assim Londres possui uma grande série de atrações totalmente gratuitas. Um verdadeiro presente para quem gosta de natureza, história e cultura.

Parques reais

Os parques reais são uma atração à parte de Londres. Eles estão tão ligados à cidade e à sua dinâmica que é impossível imaginar como ela seria se eles não existissem. Ao todo, são oito parques em toda a capital: Saint James’s Park, The Green Park, Hyde Park, Kensington Gardens, Richmond Park, Greenwich Park e The Regent’s Park and Primrose Hill e Bushy Park.

Londres-parques-reais-saint-james-park-gratis-inglaterra
Saint James’s Park

Como o próprio nome já diz, esses parques foram criados pouco a pouco como uma área particular dos herdeiros da coroa. Tanto que o mais antigo, o Saint James’s abriga o antigo castelo real (após a Tower of London e antes do Palácio de Buckingham). Com o tempo, o crescimento da cidade e a redução de poder da monarquia, fizeram com os que os parques fossem abertos também para uso dos cidadãos londrinos. Hoje, todos tem entradas gratuitas e são uma ótima opção de passeio para casais ou mesmo para famílias.

Como ficamos apenas quatro dias em Londres, não tivemos tempo de conhecer todos. Por essa razão vamos falar aqui rapidamente apenas dos três que tivemos o prazer de visitar:

Saint James’s Park

O Saint James é considerado o primeiro parque real da capital inglesa. Ele é gigantesco e é mais conhecido por praticamente ligar três palácios: o Westminster Palace, hoje conhecido como o Parlamento Britânico;  o Saint James’s Palace, que foi construído por Henrique VIII e foi usado como residência real; e, é claro, o Palácio de Buckingham.

Londres-parques-reais-saint-james-park-animais-gratis-inglaterra

Além dos palácios e dos monumentos (o em homenagem à Princesa Diana fica lá) o parque chama a atenção pela quantidade de esquilos e aves vivendo totalmente soltos. A partir do Saint James também é possível ver ao fundo o Big Ben e a London Eye e em uma de suas saídas está a Horses Guard Parade. O parque fica aberto das 5h da manhã até a meia-noite. Embora seja meio estranho passar por ele a noite, pois quase não há luzes, é completamente seguro.

Londres-parques-reais-saint-james-park-london-eye-gratis-inglaterra
London Eye ao fundo, vista do Saint James’s Park
Londres-horses-guard-parade-parques-reais-saint-james-park-gratis-inglaterra
Horses Guard Parade

Hyde Park

O Hyde Park é o mais famoso dos parques reais. É comum nos finais de semana encontrar londrinos lá jogando futebol ou fazendo um piquenique com a família. É um parque bem grande e com grandes áreas para a passagem de ciclistas. Como ficamos hospedados bem perto dele, sempre passávamos por lá para cortar caminho. Fica aberto das 5h da manhã até a meia-noite.

Londres-parque-real-hyde-park-gratis-futebol-outono-inglaterra

The Regent’s Park and Primrose Hill

Acabamos nesse parque por acaso, a caminho do Museu da Madame Tussaud. Nossa intenção era cortar caminho por dentro dele, mas uma área estava interditada para um evento e acabamos dando quase uma volta completa pelo parque. Fato que não foi de todo ruim, pois o parque é muito bonito.

Londres-parques-reais-the regents-park-primrose-hill-gratis-inglaterra
Árvores do Regent’s Park no outono

Londres-parques-reais-regents-park-primrose-hill-gratis-inglaterra

Ao contrário de outros parques, como ele originalmente era uma área de caça, suas áreas verdes são bem maiores, sem monumentos ou estátuas. No entanto, é preciso ficar atento aos horários pois, apesar de também abrir às 5h, ele fecha às 16h30.

Museus de Londres

londres-museus-british-museum-exposicao-colecao-visita-gratis-inglaterra
Sala de exposição do British Museum

Sou muito suspeita para falar de museus. Adoro principalmente os que em si já são uma obra de arte como o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, por exemplo. Os de Londres são de deixar qualquer um sem palavras. Prédios com abóbadas e tetos altos, corredores e escadas bem largos para facilitar o fluxo entre uma sala e outra, guias em papel ou em áudio em várias línguas… E o melhor: obras de artistas ou civilizações do mundo todo por um ingresso a custo zero. Em todos eles há as famosas lojinhas e até caixas arrecadando doações para ajudar na manutenção dos museus, mas a premissa inicial é de que o conhecimento precisa ser e estar ao alcance de todos e que a manutenção desses espaços é de responsabilidade do governo. A ideia é ótima até porque os museus são visitados também pelos cidadãos. Acho justo que atrações totalmente turísticas como o Museu da Madame Tussaud, por exemplo, sejam cobradas e esses museus não.

Vale lembrar que os guias e folhetos são pagos, mas não ninguém vendendo e vigiando por “espertinhos”. Você pega do display e deposita o dinheiro na caixinha.

National Gallery

Londres-museus-national-gallery-tralfagar-square-inglaterra

Localizado na famosa Tralfagar Square, a 15 minutos a pé do Palácio de Buckingham, a National Gallery é um prédio imponente que pode ser visto de longe. Seu acervo conta com 2300 pinturas de artistas de todo o mundo incluindo Leonardo da Vinci e Vincent van Gogh. Além disso, andar pelos corredores da galeria é como andar dentro de um castelo. Suas salas são imponentes e parecem dialogar com as obras expostas. Apesar de abrigar obras mais clássicas, encontramos também objetos interativos principalmente para as crianças. Infelizmente é proibido tirar fotos dentro da galeria, mas por outro lado é bom porque todos se movimentam mais rápido entre as salas. O horário de funcionamento é das 10h às 18h, às sextas ela fica aberta até as 21h.

Londres-museus-national-gallery-gratis-tralfagar-square-inglaterra

Londres-tralfagar-square-museus-national-gallery-gratis-inglaterra

British Museum

O British Museum já fica um pouco mais longe dos demais pontos turísticos, mas se você gosta da história das civilizações de todo o mundo não pode perder. O grande acervo é dividido em continentes. É possível encontrar esculturas do antigo Egito em uma sala e em outra artefatos Maias. O horário de funcionamento é das 10h às 17h30, às sextas ela fica aberta até as 20h30.

londres-museus-british-museum-fachada-gratis-inglaterra

londres-museus-british-museum-interior-dentro-gratis-inglaterra
Mistura de estilos no interior do British Museum
londres-museus-british-museum-exposicao-egito-visita-gratis-inglaterra
Um pouco da nossa sala predileta: Antigo Egito

Natural History Museum

O Museu de História Natural de Londres estava na nossa lista de pontos a visitar desde o início, mas acabamos deixando para conhece-lo no último dia. O motivo foi que sempre havia uma fila interminável à sua porta desde cedo. Realmente não importa muito o dia, sempre há fila para entrar nesse museu. A boa notícia é que ela anda bem rápido. Além da entrada franca, o museu atrai tanta gente (em especial, crianças), pois possui uma incrível coleção de esqueletos de dinossauros. Essa é a ala mais cheia e após a entrada no museu em si, é preciso ficar mais tempo na fila para entrar lá.

Londres-museus-gratis-natural-history-museum-historia-natural-inglaterra

Londres-museus-gratis-natural-history-museum-historia-natural-exposicao-visita-inglaterra
Exposições tradicionais e interativas se misturam no Natural History Museum.

Apesar de antigo, o museu tem muitas áreas interativas que mostram a transformação do solo e do planeta Terra ao longo dos anos, o desenvolvimento das espécies e até uma sala inteira só sobre o corpo-humano (a mais divertida para nós). Há também espécimes coletados pelo próprio Darwin em exposição. O horário de funcionamento é das 10h às 17h30 (horário da última admissão).

Londres-museus-gratis-museu-historia-natural-history-museum-frente-fachada-inglaterra
Fachada do Natural History Museum
londres-inglaterra-natural-history-museum
Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Natural_History_Museum,_London

Com certeza há muitas outras atividades também gratuitas na cidade, essas são as atrações que conseguimos visitar. Vale entrar no site dos parques e dos museus na ocasião da sua viagem, pois há vários eventos (gratuitos) que são realizados neles também.


Quer saber mais sobre Londres? Confira também:

Roteiro em Londres: 4 dias pela cidade

Big Ben e Parlamento Britânico – uma visita inesquecível

London Eye – um toque do novo milênio em Londres

Confira 502 hotéis na região central de Londres!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.