Close

Ah! O Rio de Janeiro! As notícias vindas de amigos e dos noticiários do Rio são de um início de ano bem típico: calor escaldante, sensação térmica “abraçando o sol” e um céu azul de dar inveja! Com um clima assim o primeiro pensamento é unânime: praia! No entanto, nem todo mundo gosta e também não dá para ir à praia todos os dias da semana. Pensando nisso, lembramos de um passeio bem agradável que pode ser feito como casal, com a família ou com os amigos: o Jardim Botânico.

jardim botânico -rio-de-janeiro-caminho-palmeiras-brasil

A fundação

O Jardim Botânico foi fundado em 1808 por D. João. Com o nome de Horto Real, o local tinha o objetivo de “aclimatar” espécies de plantas trazidas do Oriente. Jaqueira, abacateiro e até mangueira são exemplos de espécies que foram trazidas e cultivadas no país pela primeira vez no Jardim Botânico – RJ. A palmeira real, que hoje são quase um símbolo do Jardim, foram trazidas das Antilhas e plantadas aqui a mando do monarca português.

jardim botânico-rio-de-janeiro-brasil-visita

Em 1822, ano da independência,  o Jardim Botânico foi aberto ao público e hoje dá nome ao bairro que se desenvolveu ao seu redor.

O Passeio

Apesar de estar aberto a visitação do público, o Jardim Botânico não perdeu sua vocação para o estudo das espécies. Há diversos canteiros com espécies ameaçadas de extinção da Mata Atlântica e espaços específicos como o cactário, o orquidário, o bromeliário e a coleção de plantas medicinais.

jardim botânico -rio-de-janeiro-cactario-brasil

jardim-botanico-rio-de-janeiro-bromelias-bromeliario-brasil

Fontes, lagos e estátuas dão um toque mais pessoal ao lugar, que muitos cariocas usam como uma válvula de escape dentro da capital do estado. É comum ver famílias inteiras passeando pelo Jardim, mulheres com carrinhos de bebe transitando entre os caminhos de terra… Mas, infelizmente o Jardim Botânico não é visto como um refúgio para os cariocas assim como o Saint Stephen’s Green é para os moradores de Dublin. Só os moradores do próprio bairro parecem ter o costume de usar esse espaço com mais frequência.

Além de toda a área verde, dentro do espaço do Jardim Botânico há o Museu-Sítio Arqueológico Casa dos Pilões, o Museu do Meio Ambiente e ainda o Teatro Tom Jobim.

jardim-botanico-rio-de-janeiro-passeio-visita-lago-brasil

jardim botânico rio-de-janeiro-lago-visita-passeio-brasil

O Museu-Sítio Arqueológico Casa dos Pilões é um casarão, onde antes funcionou uma das unidades da antiga Real Fábrica de Pólvora (também fundada em 1808 por D. João para fortalecer o Rio de Janeiro). Lá é possível entender como funcionava a antiga fábrica e ver alguns objetos da época.

O Museu do Meio Ambiente já possui exposições temporárias, mas sempre com a proposta de abrir uma discussão entre crescimento e desenvolvimentos das cidades X impactos ao meio ambiente. Quando fomos a exposição foi montada também utilizando o espaço externo com grandes painés.

jardim-botanico-rio-de-janeiro-museu-meio-ambiente-brasil

Já o Teatro Tom Jobim tem sua programação própria, com peças que não necessariamente tenham a ver com a temática ambiental.

Como chegar?

Localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro, no bairro de mesmo nome, o Jardim Botânico pode ser mais complicado de se chegar do que o Forte do Leme ou o Pão de Açúcar. De metro, é preciso pegar a integração em direção à Gávea na estação de Botafogo. Para quem for de carro, há um estacionamento dentro do Jardim.

Preço do ingresso

Uma das coisas que distancia um pouco o público carioca do Jardim é o fato de que é preciso pagar para entrar. Crianças de até 7 anos e idosos acima de 60 não pagam, os demais pagam R$6 pela entrada.

jardim-botanico-rio-de-janeiro-caminho-palmeiras-brasil

O Jardim Botânico está aberto diariamente das 8h às 17h. Foi um dos últimos passeios que fizemos antes de embarcarmos para a Irlanda e, com certeza, será um dos primeiros locais que visitaremos após retornarmos ao Brasil. Afinal, com esse calor, nada melhor do que descansar à sombra de árvores centenárias ouvindo o canto dos pássaros.

jardim-botanico-rio-de-janeiro-brasil

Fiquem com mais fotos do local:

jardim-botanico-rio-de-janeiro-passeio-visita-brasil

jardim-botanico-rio-de-janeiro-visita-passeio-carioca-brasil

jardim-botanico-rio-de-janeiro-chafariz-caminho-passeio-brasil

jardim-botanico-rio-de-janeiro-brasil-rotas-cariocas-passeio

jardim botânico -rio-de-janeiro-caminho-palmeira-real-brasil


Gostou? Veja também:

Parque Nacional do Grajaú – Rotas Cariocas

Parque da Cidade de Niterói – Rotas Cariocas

Forte do Leme – Rotas Cariocas 

Vai viajar? Reserve seu hotel pelo Booking!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.

  • embarcandoadois

    Fala galera!! Amei o post, e as fotos estão simplesmente perfeitas!! Recentemente fui ao Jardim Botânico e gostei bastante.. Olha que vou direto ao rio mas nunca tinha ido ao jardim, vê se pode? Ah, fui no bar da Urca também, nada melhor que tomar uma cerveja por lá na mureta, valeu pela dica vista no snap. Agora só pra atualizar quem quiser saber, o preço subiu para 9 reais. Acho que infelizmente vai desanimar ainda mais as pessoas de irem pra lá 🙁 Abraços.

    • Que legaaaallll que vocês nos seguem no snap!! =) Muito obrigado pelos elogios!

      Também fomos poucas vezes lá! E o Bar da Urca é maneiríssimo né? Acho aquele lugar muito relax! Muito legal vocês terem visto pelo snap!

      Vamos atualizar aqui o texto! Valeu pelo toque!