Close

No top 10 das cidades que não poderíamos deixar de conhecer na Europa, Londres não nos decepcionou. Hoje podemos afirmar com segurança visitar o continente europeu e não conhecer a capital inglesa é um crime (ao menos para si mesmo). A cidade reúne música, cultura acessível, moda e é o paraíso para quem gosta de história. Em cada esquina tem um prédio ou monumento diferente e todos incrivelmente bem preservados e cuidados.

De bairros underground como Candem Town até regiões mais nobres como Nothing Hill, Londres é um cidade que abraça todos os tipos de tribos.  E o mais importante, dá para visitar tudo aproveitando o sistema interligado de transportes da cidade, com ônibus, trem e metrô. Tudo bem simples de usar.

E para começar nossa viagem, nada melhor do que de cara já visitar um de seus principais símbolos: a torre do Big Ben e o Parlamento Britânico.

londres-big-ben-torre-relogio
Big Ben visto da saída do metrô

Big Ben e o Parlamento Britânico

Destruído no grande incêndio que aconteceu em Londres em 22 de outubro de 1834, o Palácio de Westminster precisou reconstruído. Em seu novo projeto constava uma certa torre com um relógio que chamavam atenção pela seu tamanho. Os ponteiros de hora e minuto medem 2,7 e 4,7 metros, respectivamente. O sino com as famosas badaladas e cujo nome (Big Ben) ficou mais conhecido que o do próprio prédio, pesa mais de 13 toneladas.

A inauguração do novo prédio ocorreu no dia 31 de maio de 1859, mas o Big Ben só começou a badalar no dia 11 de julho do mesmo ano. Conta-se que após a sua inauguração o relógio apresentou diversos problemas como simplesmente não funcionar ou o sino rachar porque o badalo era grande demais. Muitos ingleses reclamaram na época que o som era muito alto ou mesmo não parecia muito “real”. Críticas a parte o relógio e o seu “big ben” se tornaram parte de Londres. As doze badaladas de cada dia são transmitidas desde 1923 ao vivo, hoje a transmissão é feita pela BBC.

londres-vista-london-eye-big-ben-parlamento
Big Ben e o Parlamento Britânico (antigo Palácio de Westminster) vistos do alto da London Eye

O Palácio de Westminster, que  durante a Idade Média foi a moradia oficial da família real, deixou esse status em 1529 (também devido a outro incêndio). Já após essa primeira reforma, passou a abrigar as câmaras do parlamento e também o tribunal de justiça. Hoje o prédio é conhecido como o Parlamento Britânico ou Casas do Parlamento.

Como chegar?

O Big Ben e o Parlamento ficam localizados em Westminster. Para chegar, basta as linhas amarelas ou verdes de Westminster. A estação  é quase na base do Big Ben.

londres-big-ben-torre-inglaterra

No entanto, justamente por sua localização é uma estação conhecida por ser lotada de turistas e ponto fácil para ação dos “pickpockets”, em bom português o batedores de carteira. Como muitos turistas saem da estação distraídos com mapas ou mesmo com a paisagem, acabam virando alvo fácil de furtos.

No nosso caso, preferimos ir andando do nosso hostel (ficamos no Meininger, que fica localizado na região do Hyde Park). Foram cerca de 40 minutos andando e conhecendo a cidade e um pouco dos hábitos dos ingleses.

O que visitar?

londres-big-ben-parlamento-westminster

A principal atração do Big Ben e do Parlamento é contemplar a arquitetura complexa e com estilo gótico. A riqueza de detalhes das construções impressiona assim como seu tamanho. Durante a noite, a torre do Big Ben destaca-se ainda mais na paisagem, quando as suas quatro faces ficam iluminadas.

Ainda assim, é possível visitar esses dois símbolos por dentro. A visitação à torre do Big Ben só é permitida para residentes em Londres, turistas estrangeiros não podem fazer esse passeio. Apesar de ficarmos um pouco desapontados, achamos um ótimo exemplo de valorização dos pontos turísticos para os próprios moradores. Como o passeio precisa ser marcado com antecedência de quase seis meses, imagina se todos os turistas tivesse acesso ao mesmo? Não restaria vagas para os próprios ingleses.

Já a visita ao Parlamento é aberta ao público em geral aos sábados. Os ingressos são vendidos pelo Ticket Master e custam 16,50 pounds, ou seja, uma fortuna. Mas há quem diga que vale a pena. Em nosso caso, preferimos fazer o passeio na London Eye.

londres-big-ben-parlamento-westminster-bridge
Vista do outro lado da Westiminster Bridge
londres-westminster-palacio-parlamento-britanico
O Parlamento Britânico

londres-palacio-westminster-parlamento-britanico-ingles

Aqui sempre procuramos dar dicas de como visitar os pontos turísticos sem muita muvuca, mas no caso do Big Ben e do Parlamento não tem como. Os dois lados do Rio Tamisa e a Westminster Bridge, ficam lotados de turistas durante todo o dia. É difícil às vezes andar por lá sem estragar a foto de algumas pessoas. No entanto, ainda assim o Big Ben é uma visão magnífica. É incrível andar pela cidade é ver a figura imponente do relógio ao fundo das paisagens.

Com certeza é um passeio imperdível! Aliás, um dos passeios imperdíveis, porque Londres é uma cidade que, como dissemos, oferece muitas opções de lazer. Essa foi apenas a primeira de muitas dicas que vêm por aí!

londres-big-ben-noite-vista

londres-big-ben-vista-parlamento
Vista do Big Ben da base da London Eye

Quer saber como foi nosso roteiro completo pela cidade? Confira tudo aqui:

Roteiro em Londres: 4 dias pela cidade

Londres de graça! Parques e Museus gratuitos na cidade

London Eye – um toque do novo milênio em Londres

Vai conhecer Londres? Confira hotéis na região central de Londres!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.