займ онлайнкредиты онлайн
Close

Londres é mundialmente conhecida por muitas coisas: pelos movimentos musicais e artistas inovadores, pelas tendências de moda que conquistaram o mundo inteiro e acima de tudo, pela importância histórica da cidade. A história de Londres e da própria Inglaterra está muito viva e presente nos monumentos homenageando diversos personagens e povos que apoiaram o país em algum determinado momento e nos prédios de séculos que são cuidadosamente reformados e preservados.

E em meio a tantas referências ao passado, um ponto chama a atenção por ter sido pensada para o futuro: a London Eye.

london-eye-londres-roda-gigante

London Eye ou Millenium Wheel?

Embora hoje a roda gigante seja mais conhecida como London Eye (o olho de Londres), ela também é chamada de Millenium Wheel (Roda do Milênio). O nome é referência a como e porquê o seu projeto foi concebido.

Ainda no início dos anos 1990, A Associação de Arquitetos em conjunto com um jornal local lançaram um concurso cujo tema era o ano 2000. Os projetos deveriam ser de algum monumentos para comemorar a entrada do novo milênio, algo que fosse moderno, mas que ainda valorizasse o “antigo”. Um dos projetos enviados foi o de uma tal roda gigante que seria a maior do mundo… Infelizmente o concurso acabou sem explicação e sem nenhum vencedor.

No entanto, os idealizadores da roda gigante, David Marks e Julia Barfield, não desistiram e com o patrocínio da British Airways, conseguiram tirar o projeto do papel. Ainda bem!

london-eye-londres-millenium-wheel

A ideia era que a Roda do Milênio fosse inaugurada exatamente no momento da passagem do milênio, mas conta-se que não foi possível passar a tempo num teste de segurança. Então no reveillón do ano 2000 a roda girou toda iluminada, mas sem passageiros. A inauguração oficial com passageiros  foi realizada somente em 9 de março.

Inicialmente a roda gigante só tinha permissão para funcionar durante cinco anos. Seu tamanho já foi superado por rodas gigantes na China e em Singapura, mas o sucesso se mantém tão grande que ela continua lá e sem previsão para ser desmontada.

Andando na London Eye

Mais do que uma roda gigante de 135 metros de altura, o grande diferencial da London Eye é a sua localização. Situada bem às margens do Rio Tamisa, suas cabines são totalmente panorâmicas, o que permite ao visitante ter uma visão completa de todos os pontos da cidade. O passeio lembra em parte o do Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro.

london-eye-londres-cabines

london-eye-londres-cabine-dentro

Cerca de 20 pessoas entram em cada cabine (que não páram para você entrar, é preciso fazê-lo em movimento mesmo) e podem circular livremente dentro da mesma tirando fotos ou vendo pontos turísticos grandiosos como o Big Ben e o Parlamento, por exemplo, ficarem bem pequenos. O passeio dura entre 20 e 30 minutos e a roda gira bem lentamente, então não é preciso correr para tirar mil fotos de uma única vez e não curtir nada do momento.

Uma coisa interessante do passeio é que dentro da cabine, que é bem grande, existem tablets com informações sobre os prédios históricos e pontos turísticos que são possíveis de ver da London Eye. As informações estão disponíveis em diferentes línguas inclusive português (de Portugal, mas que tava ótimo).

london-eye-londres-vista

london-eye-londres-dentro-cabine-tablets

Não precisamos dizer que é preciso levar a máquina fotográfica, mas se mesmo assim você esquecer não tem problema. Ainda na fila tiram foto sua e fazem uma montagem como se você estivesse dentro da roda gigante e quando vocês está dentro tiram uma foto de fora. As fotos ficam a venda na lojinha de souvenirs pela qual todos são obrigados a passar antes de sair do local (obrigados mesmo porque o caminho da saída só possível por ali), mas custam cerca de 10 pounds. Leve sua máquina e use os 10 pounds para revelar umas 100 fotos depois da viagem.

london-eye-londres-dentro-cabine

Preço dos ingressos

Existem ingressos que variam desde um passeio em grupo normal até um passeio a dois (por 325 pounds) com direito a champagne e caixa de trufas. Como casal romântico fizemos esse último… Claro que não! Como casal “sem frescura” compramos o passeio normal.

Pagamos 44 pounds por um “pacote” que incluía um ingresso standart para a London Eye e um ingresso para o Museu Madame Tussaud. Apenas o ingresso para o Museu custa em média 30 pounds e pela internet o da mesma categoria para a London Eye custava 17,28 pounds pelo site oficial. Esse ponto onde compramos os ingressos fica bem em frente à roda gigante e oferece não só essa promoção como outras incluem ainda visita ao SEA Life (o Aquário), River Cruise (cruzeiro pelo Rio Tamisa) ou The London Dungeon (uma espécie de museu interativo com personagens de histórias de terror reais e fictícias que se passam em Londres).

Importante lembrar que todos os ingressos dão direito ao 4D Experience. São quatro minutos de filme com efeitos especias como vento e neblina. Infelizmente não assistimos ao show por pura distração. Compramos o ingresso com o horário já bem próximo e fomos direto para a fila que, sempre está bem grande. Fica a dica então para atenção ao horário escrito no ingresso no momento da compra do ingresso. No mais, curta bastante o passeio!

london-eye-londres-noite

london-eye-londres-noite-iluminada

london-eye-londres-noite-paisagem
Vista da ponte de Westiminster

Confira também:

Roteiro em Londres: 4 dias pela cidade

Museu de Cera Madame Tussaud em Londres

Tower Bridge e Tower of London

Vai conhecer Londres? Confira hotéis na região central de Londres!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.