займ онлайнкредиты онлайн
Close
St-Stephen's-Green-dublin-irlanda

Praia é uma unanimidade entre os cariocas. Mesmo para os que não gostam da água do mar ou da areia – e há pessoas que não gostam – há as ciclovias, a pista de cooper enfim, a praia como um todo é um espaço para a família e para a prática de esportes. E o que acontece com as cidades que não têm praia?  Simples, elas têm parques!

Os parques urbanos são comuns nas cidades da Europa. Eles são um grande refúgio para os moradores saírem um pouco da rotina da cidade sem se distanciar muito dela. Neles é comum que as pessoas  pratiquem de esportes, passeiem com os animais e até que tentem pegar um pouco de sol (coisa rara em terras Irlandesas).

Somente em Dublin existem diversos parques e jardins públicos como o famoso Phoenix Park, o mais familiar Iveagh Gardens e National Botanic Gardens mas o que mais fica cheio seja o dia da semana que for é o Saint Stephen’s Green Park.

dublin-saint-stephen-green-park

Um pouco de história

O parque conta com 11 hectares de extensão e localiza-se no Centro da cidade, em Dublin 2, ao final da Grafton Street. Essa região por volta do século XIII era formada por uma Igreja e um Hospital em homenagem a Saint Stephen. Era uma área sobretudo rural, usada para a criação de ovelhas. Em 1635, com o crescimento da população, foi colocada em vigor uma lei que tornava a área “urbana”. Dessa forma, a região poderia ser utilizada para a construção de moradias e para o desenvolvimento do comércio. No entanto, a área do parque foi preservada e em 1663 foi oficialmente criado o Saint Stephen’s Green Park, assim chamado devido ao vínculo da região com o santo.

De lá para cá o parque passou por muitas transformações e foi até palco de conflitos (Easter Rising, algo como Levante da Páscoa de 1916) entre irlandeses e ingleses.

dublin-saint-stephen-green-park
Entrada do parque ao final da Grafton Street

Arthur Guinness e o Saint Stephen

Em meio aos  jardins, lagos e caminhos rodeados de árvores, é possível encontrar no parque diversas esculturas. Algumas retratam uma situação histórica como a grande fome de 1845-1849 e outras são de figuras históricas. Dentre essas, destaca-se a figura de Arthur Guinnes, o famoso empreendedor que criou o que hoje é o império da cerveja Guinness. O que ele tem a ver com o parque?

Guinness-estatua-ddf

dublin-saint-stephen-green-park
Esculturas sobre a diáspora na Irlanda

Na verdade Guinness foi um homem muito importante também em sua época e se hoje qualquer um pode dar um parada no almoço e desestressar do trabalho no parque deve agradecer à ele. Em 1877, Sir. Guinness se ofereceu para comprar e pagar todas as dívidas do parque, que na época estava sob o controle e uso privado dos moradores que ocuparam os arredores. Guinness também pagou por uma reforma completa no parque, que então ganhou o formato que é possível conhecer hoje.

Em 27 de julho de 1880 ele devolveu oficialmente o Saint Stephen ao público, totalmente reformado e revitalizado.

dublin-saint-stephen-green-park

dublin-saint-stephen-green-park

Irlandeses e os parques

Os Irlandeses têm uma relação bem especial com seus parques. No Brasil existem parques urbanos como o Ibirapuera, em São Paulo ou espaços como o Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, por exemplo. No entanto, eles são mais vistos como lazer para o final de semana. O Saint Stephen’s, por estar no coração da cidade, é bem usado como descanso do almoço.

É comum ver pessoas com roupa social comendo ou apenas conversando no parque durante o dia. Nos finais de semana ele fica completamente lotado, mas sobretudo de turistas. Para aproveitar esse movimento, nos arredores do parque ficam as famosas charretes que fazem um tour pela cidade; além de também ser ponto de encontro dos ônibus que fazem o city tour por Dublin.

A dica para quem tiver a oportunidade de conhecer Dublin é visitar o parque em dia de semana. Assim, é possível ver realmente o papel do parque para essa cidade.

dublin-saint-stephen-green-park

dublin-saint-stephen-green-park

dublin-saint-stephen-green-park

dublin-saint-stephen-green-park


Veja também:

Dublin – Primeiras impressões

Dublin – Roteiro de quatro dias

Botanic Gardens – o Jardim Botânico de Dublin

Vai conhecer Dublin? Confira aqui 200 opções de hospedagem!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.