Close
irlanda-dublin-portas-coloridas

Passou rápido… Estamos perto de completar um mês e durante esse tempo conhecemos um pouco da cultura e dos costumes locais. Agora viemos compartilhar aqui com vocês algumas das nossas primeiras impressões sobre Dublin.

Irlanda, Dublin - Vista do rio Liffey
Rio Liffey

A cidade

Dublin é encantadora! O Rio Liffey cortando a cidade e suas pontes dão um charme todo especial. Andando pela cidade, é possível encontrar vários parques, onde as pessoas se reúnem nos intervalos do trabalho ou em finais de semana para um passeio em família.

Dublin-irlanda-saint-stephen-green-park
Saint Stephen’s Green Park
Dublin-irlanda-saint-stephen-green-park-jardim
Saint Stephen’s Green Park

Por aqui é bem comum você encontrar artistas de rua pelo centro da cidade, que por aqui são as regiões de Dublin 1 e Dublin 2. Músicos, estátuas vivas e até pessoas escrevendo mensagens com giz de cera no chão para ganhar alguns cents de euros. E por falar em centro da cidade, nos espantamos com a limpeza das ruas mesmo em horários de rush. Dificilmente você verá embalagens plásticas ou qualquer outro tipo de sujeira no chão.

Dublin-irlanda-artista-de-rua
Artistas de rua no centro de Dublin
Dublin-irlanda-artista-de-rua-2
Artistas de rua no centro de Dublin

É no centro, em D1, que se encontra a Spire, um monumento em forma de agulha com 120 metros de altura, localizado na O’Connell Street. Poucos sabem, mas a spire é considerada a maior escultura do mundo. Ela foi pensada para ser um ponto de referência e localização. É comum por aqui falarem tal lugar “fica a 10 minutos da Spire” e coisas do tipo. À noite, a ponta do monumento fica iluminada.

Dublin-irlanda-spire
Spire, considerada a maior escultura do mundo

A arquitetura não é tão diversificada, mas é possível encontrar algumas construções modernas no meio do cenário antigo formado pelos prédios de tijolo ou pedra e sempre de poucos andares. As portas dos prédios merecem um destaque especial! Você sabe por que na Irlanda as portas são pintadas de cores diferentes e bem fortes? Diz a lenda que as mulheres estavam cansadas de ver seus maridos bêbados batendo na casa errada. Isso fez com que elas pintassem as portas de cores diferentes, para que ninguém errasse de porta. Muitos moradores ainda mantém essa tradição sempre deixando as portas bem pintadas, o que acaba deixando bem mais bonitas as ruas de Dublin.

cores-diferentes-portas-dublin-irlanda

Clima

Chegamos em Dublin pouco antes do inverno começar e não poderíamos esperar outra coisa além de muito frio. Todos os comentários que ouvimos antes de vir foi que a única cor que existe no céu da Irlanda é o cinza, mas não foi o que vimos  durante os primeiros dias que estivemos aqui. Pegamos alguns dias com o tempo bem aberto e o céu completamente azul.

Mas também pegamos dias em que amanhecia o tempo bem nublado, no final da manhã o tempo abria, no início da tarde ele voltava a fechar, no meio da tarde começava uma chuva e no final da tarde o sol voltava a abrir… Já ouvimos dizer por aqui que muitas vezes em um só dia você consegue ter a sensação  das quatro estações do ano.

Dublin-irlanda-ponte

No Brasil, é comum ver pessoas correndo para debaixo de marquises ou voltar logo para casa quando começa a chover. Aqui o clima é tão instável que as pessoas parecem ter se acostumados. Se começa a chover a mãe não volta para a casa para o bebe não se resfriar, só coloca uma capa de chuva no carrinho e continua com a sua vida, assim como as pessoas nas ruas que só se dão ao trabalho de colocar o capuz do casaco impermeável (artigo básico para todos aqui) e continuam seu caminho.

Vamos ver o que vem pela frente agora, pois os noticiários já estão dizendo que esse inverno será um dos mais gelados dos últimos 100 anos.

Meios de transporte

Assim grande parte das capitais europeias, Dublin também conta com um sistema de aluguel de bicicletas o Dublinbikes. Funciona como o Bike Rio porém, ao contrario do Rio de Janeiro, a cidade é repleta de ciclovias e possui vários pontos nas ruas para você estacionar sua bicicleta. O preço também é bem diferente. O “contrato” de um ano custa apenas 10Euros (cerca de R$30), enquanto que no Rio só há opção de aluguel mensal no valor de R$10. Mas verdade seja dita aqui as pessoas cuidam das biciletas como se fossem delas, diferente da depedração que vimos das do Bike Rio em manifestos recentes.

Outro meio de transporte comum em Dublin é o Luas, uma espécie de metrô na superfície. O Luas possui duas linhas, a vermelha e a verde, ambas ligam o centro da cidade (D1 e D2) até os pontos extremos da região sul de Dublin.

luas-ddf

Compras

Os aparelhos eletrônicos em geral por aqui são caros, pois a maioria vem da Ásia ou mesmo dos Estados Unidos. Vale a pena trazer do Brasil o que já tiver como por exemplo, celular do tipo smartphone e laptop.

Já em relação a roupas… Se faz frio ou venta quase durante o ao inteiro, roupas de frios são artigos de primeira necessidade. Uma verdadeira paixão dos brasileiros é a Penneys. Trata-se de uma loja de departamentos que vende de tudo: roupas feminas, masculinas e infantis; utilidades para casa… E tudo a preços bem baratos, principalmente se compararmos com o Brasil. Para se ter uma noção um casaco pesado que no Brasil encontramos no mínimo por R$70, aqui encontramos por 12 Euros (cerca de R$36).

Os Pubs e os bêbados

Em todo lugar que você vá em Dublin, irá encontrar um Pub! Aqui foi criada a famosa (porém não tão gostosa) cerveja Guinnes. Mas o local onde tem a maior concentração de Pubs é o famoso Temple Bar. O local é um reduto boêmio de Dublin e preservou seu estilo medieval, com suas ruas estreitas. Por ficar no centro de Dublin, o Temple Bar é bem movimentado também durante a semana, já que além dos pubs a região também conta com muitos restaurantes.

Uma coisa que nos espantou muito aqui, foi a quantidade de gente bêbada. Mas bêbado por bêbado a gente também encontra  no Brasil, correto? Não! O nível de embriaguez das pessoas aqui é uma coisa anormal. Não que não gostemos de uma cervejinha, afinal já até indicamos a Oktoberfest aqui de Dublin para a galera, mas aqui as pessoas bebem até cair, mesmo! Ainda por volta das 22h já é possível homens e mulheres andando completamente torto e até caindo no meio das ruas.

Dublin-irlanda-temple-bar-pubs2

Dublin-irlanda-temple-bar-pubs-principal
O famoso Temple Bar

Dublin-irlanda-temple-bar-pubs-ruas-2


Veja também as principais atrações da cidade em: Dublin: uma cidade original e multicultural

Vai conhecer Dublin? Confira aqui diversas opções de hospedagem!
banner-booking

Sobre o autor

Carioca da gema, flamenguista, psicólogo e apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Após dois anos morando em Dublin, é hora de retomar a vida no Brasil e desbravar cada cantinho do nosso país.

  • Carlinha Araujo

    Apaixonada por Dublin 😉

    • Jessica Veneravel

      Nós também Carlinha!

  • Debora Ferraz

    Muito legal!!! M-e-d-o dos bêbados.. rs

    • Jessica Veneravel

      Vlw Debora! Sobre os bêbados, eu não sabia o que era gente bêbada até vir para Dublin. As pessoas perdem a noção mesmo. De cair no chão, no canteiro, na rua… Como se fosse Carnaval todos os dias.

  • Marcelo

    Dublin é um paraíso dos bêbados

    • Jessica Veneravel

      Pode se dizer que sim, mas bêbados com dinheiro, pois aqui beber custa caro.

  • Raphael Thomaz

    O centro de Dublin é relativamente limpo, pois há garis e máquinas de limpeza trabalhando exaustivamente, mas saindo das ruas parelelas a O’Connel, é possível encontrar MUITO llixo nas ruas, bem superior ao que vemos nas grandes cidades do Brasil. Dublin é conhecida “como dirty city” da europa. No mais, eu concordo com tudo que está escrito, I like Dublin.

    • Jessica Veneravel

      É verdade Raphael. A medida que se sai de D1 e D2 pode-se notar que a cidade fica menos limpa. Mas se compararmos o centro daqui com o centro de algumas cidades brasileiras como Rio e São Paulo, Dublin ainda é bem mais limpa. Infelizmente, nenhuma cidade é perfeita. 🙂

  • Dantas Moisés

    Frio na barriga. 🙂 ansioso pra chegar.

  • disqus_VBNC9uRY8q

    Olá Bruno, tudo bem? Muito legal seu post. Aliás, seu blog. Gostei bastante dos posts do Marrocos e da Noruega. Também sou blogueira de viagens e estou com as malas preparadas para passar uma temporada em Dublin. Você tem alguma dica de transporte economico do aeroporto até o centro da cidade? Desde já obrigada!

    • Oi Michele! Muito obrigado pelos elogios =)

      Quando morava em Dublin eu trabalhava nas redondezas do aeroporto, então com certeza posso te ajudar sim!

      Pegue o onibus 41. Ele vai direto para o centro da cidade e se eu não me engano o valor era 2,80 na época. Pode ser que tenha aumentado um pouco. O ponto final dele é bem próximo da Spire. Aqui você vai encontrar todas as informações: http://www.dublinbus.ie/

      Caso queira pegar um taxi, o valor até o centro da cidade sai por volta de 20 euros.

      Valeu! =)

      • Olá Bruno, muito obrigada pela resposta. Adorei a dica. Até então tinham me recomendado o Airlink mas esse precinho é bem mais camarada. Não tem problema pegar esse ônibus com malas grandes (aprox. 23 quilos)?
        Abraços!

        • Esse que eu indiquei é um ônibus comum. Sempre que voltávamos de alguma viagem nós íamos nele. Tem um espacinho dentro do ônibus para deixar as malas.

          Olha, problema não tem, mas não é tão confortável como o Airlink. Se a diferença de preço não for muito grande, acho que vale a pena pegar o Airlink mesmo =)

          • Oi Bruno, passando por aqui novamente para agradecer. No dia em que cheguei optei pelo Airlink mas depois fui até o aeroporto para uma viagem curta e peguei o bus que vc recomendou sem problemas. Como informação adicional, quando voltei desta viagem curta precisei tomar um taxi pois passava das meia noite e meia. O taxi até o centro me custou 22,60 euros. Abraços e mais uma vez sucesso com o blog!

          • Show, Michele!!! Muito obrigado pela sua contribuição!