Close
phuket-prostituicao-tailandia

Existem coisas que é preciso comprovar com nossos próprios olhos. Em relação a dicas de viagem, nem sempre é bom seguir cegamente a tudo que se ouve, afinal, os gostos podem ser diferentes. Antes de viajar para Tailândia, pesquisamos bastante sobre o país e sobre os lugares antes de montarmos nosso roteiro. Em muitos blogs encontramos críticas pesadas a Phuket, mas a ilha é ainda hoje uma das mais visitadas por turistas do país (grande parte devido ao filme 007  contra o Homem com a Pistola de Ouro). Como um lugar desse poderia ser ruim? Incrível, mas pode sim. Acompanhe nossa passagem por lá…

A ilha Phuket – formas de chegar

Phuket é a maior ilha da Tailândia. Ela é bem próxima das províncias de Krabi e Phang Nga. Assim como Koh Phi Phi e Railay Beach, Phuket é banhada pelo mar Andaman, ou seja, suas praias possuem também águas cristalinas e calmas. Por ter um aeroporto internacional com voos diretos de Hong Kong, India e Japão, entre outros países, a ilha se tornou o principal corredor de turistas de toda a Tailândia.

Além disso, Phuket conta com uma rede de ferry boats partindo de diferentes destinos como Koh Phi Phi, de onde viemos. Após quatro dias, pagamos 250 baht por pessoa para o ferry de Phi Phi a Phuket. O ferry nada mais é do que uma barca semelhante a usada na travessia Rio X Niterói. O ticket é vendido em vários lugares e por preços diferentes. Antes de comprar, é bom pesquisar em todos os lugares que achar, pois além da variação comum entre fornecedores os preços diferem de acordo com o horário escolhido.

Hospedagem

Por ser um destino muito procurado, os hotéis e hostels de Phuket são caros, a região de Patong beach então é a mais valorizada. Descobrimos o Poppa Palace pelo Booking, um dia antes de seguir viagem. O hotel fica bem escondido e nenhum taxista parecia conhecer o endereço, mas valeu muito a pena pelo custo X benefício e recomendamos a todos.  A piscina estava em obras na época, mas o quarto era limpo e bem arrumadinho. Só não conseguimos saber como era o café da manhã, pois acordamos tarde (depois das 10h e o perdemos). Ele também fica próximo a praia, onde o hospede pode cortar caminho por trás do hotel passando por dentro de uma rua residencial. O caminho é muito estranho, pois parecia que estávamos passando dentro de uma casa mesmo, mas nos deixou ha apenas 10 minutos da praia de Patong.

Phuket, Patong Beach, Tailândia
Patong Beach

Russos e Australianos

Embora em toda a Tailândia, os turistas europeus predominem em relação aos de outras partes do mundo, em Phuket os Russos mandam. São tantos visitando e até morando na ilha que todos os cartazes e avisos dos hotéis são escritos em Tailandês, Inglês e Russo! Até placas de ruas e de lojas estão no idioma russo.

Os Australianos também se sobressaem em Phuket. Sua forte presença é percebida na quantidade de bares e pubs australianos que se espalham em Patong.

Praias de Phuket

Patong é tão urbanizada que ir a  praia é como visitar outro país que não a Tailândia. Phi Phi e Railay nos deixaram uma impressão tão boa que nosso desapontamento com Phuket foi enorme. Estávamos acostumados com praias livres de comércio e paisagens quase bucólicas. Patong é totalmente turística. Quase uma Copacabana, mas bem menos bonita.

As areias da praia são precedidas de um calçadão e um pista de carros. Ao chegar na praia já fomos abordados por todo tipo de comerciantes que ofereciam desde tatuagens de henna até passeios de barco (para os homens era oferecido outros tipos de serviços também).

Phuket, Patong Beach, Tailandia
Calçadão da Patong Beach

Phuket DDF (19)

Não demos a sorte de chegar em Phuket com sol, mas mesmo que o tempo estivesse bom, na nossa opinião, não é um lugar imperdível e há muito deixou de representar a Tailândia.

A ilha do James Bond

tailandia-ddf-jamosbond

Antes do filme A Praia, a Tailândia já havia sido apresentada ao mundo pelo espião mais famoso de todos os tempos. 007 contra o Homem com a Pistola de Ouro foi gravado em uma das ilhas da região. Era o esconderijo do vilão do filme, que na história tinha transformado uma das pedras da ilha em uma arma (ou algo assim). A pedra ficou tão famosa que virou umas das referência das Tailândia e a ilha passou a ser chamada de Ilha do James Bond.

Infelizmente nos dias em que passamos lá o tempo não ajudou. Choveu nos dois dias e o passeio era mais caro do previmos. Optamos por não ir e não nos arrependemos. Um brasileiro que encontramos ainda em Phi Phi nos falou que quando ele foi a ilha estava absurdamente cheia e que mal era possível tirar uma boa foto.

Compras

A melhor coisa de Phuket é que, justamente por ser uma ilha com o comércio totalmente voltado para o turismo, é o melhor lugar para se comprar lembrancinhas. Não que esse seja o foco da viagem, mas quem nunca precisou voltar com a mala cheia de coisinhas para parentes e amigos? No shopping de Patong é possível encontrar de tudo. Desde couple shirts (camisas que os casais asiáticos adoram com dizeres que se completam. Há até conjuntos inteiros de praia para os casais andarem bem combinadinhos e ninguém ter dúvidas de quem é namorado de quem), até peças de artesanato local.

Phuket, Patong, shopping, Tailandia

Phuket, Patong, Shopping, Tailandia

O comércio de rua é bem ostensivo, com vendedores ambulantes oferencendo “rolex”, ternos, redes… Enfim, tudo! Phuket é também conhecida por ser uma das maiores produtoras de pérolas, mas nem pensamos em conferir o preço, pois já tínhamos passado por um golpe e também não tínhamos dinheiro para isso.

Phuket, Patong Beach, Tailandia
Camisa brincando com a própria insistência dos vendedores locais.

A noite em Phuket

A noite Patong é uma atração a parte. A rua principal, bem próxima a praia, se transforma em um grande, com o perdão da palavra, puteiro a céu aberto. A prostuição tanto de mulheres quanto de travestis existe de manhã nas ruas, mas de uma forma mais implícita. Já a noite é como se fosse algo legalizado. Mulheres seguram placas no meio da rua indicando os clubes de strip e outros serviços… Devido a grande quantidade de russos, alguns clubes são especializados em “russian” ou simplesmente “white girls”.

Phuket, Patong, Noite, Tailandia

Phuket, Patong, noite
Famílias inteiras passeiam em meio a “diversificada” noite em Patong

Apesar desse choque inicial, existem bares e restaurantes bons e com preço acessível.  Em alguns, garotas fazem pole dance no mesmo balcão onde você toma seu drink (os mais gostosos que provamos na Tailândia) e há até as mulheres que são contratadas para jogar com os clientes. Sim, jogar! Elas apostam uma bebida para elas se você perder e se você ganhar a casa paga duas para você. Não é preciso dizer que o cliente nunca ganha.

Apesar de tudo,  uma curiosidade é que tanto as massagistas que ficam oferecendo os serviços nas ruas, quanto as garotas que dançam nos bares costumam mexer com os homens que estão passando, mas se o cara estiver acompanhado elas respeitam.

Phuket, Patong, Noite, Tailandia

Phuket, Patong, Noite, Tailândia

Nos finais de semana há também os torneios de Muay Thai, grande paixão dos tailandeses.

Ping Pong show

Não é segredo o turismo sexual da Tailândia. Um dos fatores que o tornou famoso é a prática do pompoarismo na região. Assim, em Bangkok e em Phuket o que mais vão oferecer a você, seja homem, mulher ou casal, é um ping pong show. Chega a ser desconcertante, pois a abordagem é feita com um cardápio que inclui de “baloon show ” até coisas bem piores. O fato é que nenhum desses bares de Patong oferecem shows como os que aparecem em filmes como “Se beber, não case 2”, a maioria dos bares oferecem entrada grátis a esses shows e depois cobram cerca de 1000 baht por uma cerveja que custa 100 (sendo que para permanecer no bar, cada um tem que consumir no mínimo uma cerveja). Fica a critério de cada se vale a pena pagar ou não.

Enfim, Phuket é uma parada dispensável, principalmente se você tem poucos dias para ficar na Tailândia. Só vale como um ponto para se pegar o avião para outros destinos do país, como Ko Phangan, a ilha da Full Moon Party.


Vai visitar Phuket? Confira aqui todos os hotéis da ilha!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.

  • Pingback: Blogagem coletiva - O que você faria se... - Deixa de Frescura!()

  • Pingback: Koh Phangan - praia, baldinhos e Full Moon Party - Deixa de Frescura!()

  • Deyse Trindade

    Olá!
    Sou eu outra vez!
    Quanto mais eu leio o blog mais perguntas e desejos vão surgindo,kkk.
    Como a minha viagem terá menos dias que a de vocês, serão apenas 13 dias contando com os da viagem de ida e volta para o Rio, estou tentando otimizar o tempo para poder desfrutar dos lugares e também conhecer um pouco mais.
    É possível ir de Koh Phi Phi direto para Ko Phangan SEM passar por Phuket?
    E na volta, posso ir direto de Ko Phangan para Bangkok?
    Mais uma vez, obrigada!
    Abraço!

    • Bruno Costa

      Eu entendo, Deyse! Fique a vontade para tirar todas as suas duvidas. Não é possível ir para Koh Phangan direto de Phi Phi. Se você não quiser passar por Phuket, você pode ir para Koh Samui (para depois pegar a balsa até Phangan) de avião, a partir de Krabi. De Phangan direto para Bangkok até dá pra ir de balsa, mas se você quiser otimizar seu tempo, pegue a balsa de volta até Koh Samui e volte de avião para Bangkok.

  • Yorgos Coutroutsos

    Ola, antes de mais nada queria dizer que seu blog e otimo! Ajudou bastante na minha programacao, agradeco muito por isso. Agora uma pequena duvida, ja entendi que Phuket e dispensavel, porem meu voo de volta e por la, e chegarei na parte da manha perto do almoco, gostaria de saber, o que voces recomendariam fazer em um dia por la? Talvez James Bond Island + Patong Beach? Meu voo sai as 22:45h Obrigado 🙂

    • Jessica Veneravel

      Olá! De Phuket também dá para fazer passeios bate e volta para Koh Phi Phi passando pela Maya Bay e Monkey Beach. Mas assim como o passeio à Bond Island, os barcos geralmente saem por volta das 10h. Se você vai chegar na hora do almoço talvez seja melhor não arriscar e passar o dia só na Patong Beach. Depende mais da hora que vc aterrizar. Abraços!

  • Talita Medina

    Ola gente realmente esse site esta me ajudando MUUUUUITO, muito obrigada pelos detalhes!!!! Bom meu marido é surfista e infelizmente terei que ficar eu phuket…queria saber se eu consigo fazer o passeio para a James Bond Island e a Hong Island no mesmo dia, fazendo com um barco só pra gente? É possível saíndo de phuket? Obrigada bj bj bj

    • Muito obrigado, Talita! Olha, eu tenho quase certeza que não é possível fazer esses dois passeios no mesmo dia.

      Já que você vai ficar hospedada em Phuket, dê uma pesquisada melhor em outras praias de lá. Não gostamos nem um pouco da Patong Beach, mas depois da viagem dei uma procurada e vi que Phuket tem algumas praias bem bonitas também, porém, mais afastadas. Valeu! =)

  • Thaís Oliveira

    Olá! Novamente vou perturbar vocês com minhas dúvidas… rs

    Eu e meu namorado pesquisamos e achamos que a melhor opção para chegar em Ko Tao (temos, infelizmente, pouco tempo) de Phi Phi, é pegar um Ferry até Phuket (14:30) e depois um voo para Samui (19h) e, no dia seguinte, seguirmos cedo para Ko Tao. Quanto tempo vocês acham que leva o trajeto Pier de Phuket até o aeroporto? Teríamos apenas 3 horas aproximadamente para pegar o nosso voo (levando em consideração que a travessia para Phuket de Phi Phi dura, no máximo, duas horas). Outra coisa, as ferrys costumam atrasar? Muito obrigada!!!

    • Thais, os ferrys não costumam atrasar não.Eu acho que fica beeem apertado essa logística ai, mas talvez de tempo sim. Agora, não saberia te informar com precisão quanto tempo do pier de Phuket até o aeroporto. Dê uma olhada no google maps =)

      Valeu!