Close
museu-arte-moderna-MAC-niteroi-rj

Existem lugares que realmente marcam a sua vida sem você nem ao menos perceber. Seja por uma lembrança específica como um dia de passeio da infância, uma excursão com os amigos do colégio ou simplesmente por sempre estar ali, marcando a paisagem. Para os niteroienses, essa é a relação com o Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC.

Inaugurado em 1996, o MAC é desde então o símbolo da cidade. Está na logo da prefeitura, nas imagens publicitárias e até nas novelas para mostrar que os personagens moram em Niterói.

Museu de Arte Contemporane de Niteroi Orcar Niemeyer

A obra de Oscar Niemeyer

Projetado por Oscar Niemeyer, o Museu de Arte Contemporânea precisou de cinco anos para sair do papel. Tudo para trazer para a realidade exatamente o que o famoso arquiteto imaginou: um museu que seria uma obra de em si.

Toda a estrutura é composta de uma ampla praça de concreto, onde antigamente era comum que os moradores fossem andar de skate e bicicleta. No centro ergue-se o prédio de 16 metros de altura, em forma de cálice (ou de disco voador como a maioria dos moradores chama o MAC) com um espelho d’água em sua base. Por sinal, a noite é esse espelho que dá a impressão de que o prédio está flutuando.

A rampa com o chão bem vermelho contrasta com as cores leves do Museu em si e com a paisagem ao fundo, que é um espetáculo a parte.

Museu de Arte Contemporane de Niteroi de Oscar Niemeyer

Museu de Arte Contemporane de Niteroi de Oscar Niemeyer

Localizado no bairro do Ingá, ele fica no ponto mais alto da praia da Boa Viagem. De lá, é possível ver toda a orla dos bairros do Ingá e Icaraí, além da Fortaleza de Santa Cruz e até o Pão de Açúcar do Rio de Janeiro, do outro lado da Baía de Guanabara.

Escrevo esse texto com um certo saudosismo. Apesar de não ser muito fã de arte contemporânea, fui na exposição de inauguração do Museu. Lembro das oficinas de arte para crianças, característica que o MAC mantém até hoje, mas sempre acompanhando o tema da coleção exposta. No caminho de volta do colégio para a casa ele sempre estava lá, no volei com as amigas depois do horário da aula (e às vezes até durante o mesmo), ele estava lá ao fundo. É estranho pensar que logo estarei longe desse símbolo de Niterói. E para já matar a saudade antes que ela venha de vez, nada como uma última visita.

Museu de Arte Contemporane de Niteroi de Oscar Niemeyer

praia de Icarai

Entrada e restaurante

A entrada custa R$6 por pessoa, com meia entrada para estudantes e idosos. Professores tem gratuidade apresentando um comprovante como contra-cheque. Toda quarta a visita é gratuita a todos. Para entrar na praça do Museu não é preciso pagar, o ingresso só é exigido para se ver a exposição.

No subsolo do Museu funciona o Bistrô MAC, um restaurante perfeito para quem curte boa comida e com sofisticação. Mas, se você fizer mais o estilo “sem frescura”, descendo sentido praia da Boa Viagem, há vários bares a beira da Baía de onde é possível tomar uma cerveja enquanto a paisagem vai se iluminando.

Museu de Arte Contemporane de Niteroi de Oscar Niemeyer

Museu de Arte Contemporane de Niteroi de Oscar Niemeyer
Área de exposição no primeiro pavimento do MAC

Horário de visitação

O Museu de Arte Contemporânia fica aberto de terça a domingo, das 10h às 18h; já o espaço da praça pode ser visitada de segunda a domingo das 9h às 18h.

Como chegar no MAC

mapaMAC

Para chegar é bem fácil. Vindo de ônibus do Centro de Niterói é só pegar o Viação Araçatuba, linha 47B – Museu / Boa Viagem; e do Rio, as linhas 741-D, 751-D e 761-D  e descer no bairro Ingá.

Mais informações no www.macniteroi.com.br


Quer ver mais passeios em Niterói? Veja também:

Pedra do Elefante (Trilha do Alto Mourão) – Rotas Cariocas

Parque da Cidade de Niterói – Rotas Cariocas

Costão Itacoatiara – Rotas Cariocas

Vai conhecer Niterói? Confira aqui 15 opções de hospedagem!
banner-booking

Sobre o autor

Niteroiense de nascença, Botafogo de coração, Relações Públicas por formação, blogueira e viajante por paixão! Ama destinos históricos e visitar Museus em todo o mundo, mas não dispensa uma boa praia. Para ela, uma viagem não está completa sem apreciar (e bem) a culinária local e as lojas, claro.