Close

A mala é sempre uma grande dúvida, principalmente quando se está indo para o outro lado do mundo. No caso específico da Tailândia o país tem regras rígidas em relação aos trajes em alguns lugares, o que obriga o viajante a fazer a equação calor dos infernos X respeito aos templos para conseguir chegar ao resultado da mala ideal.

Acho que a principal dica é ter bastante cuidado na hora de levar a mala. Calcular o tempo que você vai passar viajando e levar apenas o essencial. É importante não ir com as mochilas completamente cheias, lembrem-se que você vai acabar comprando uma blusa ou outra no local que você for.

No nosso caso, cada um levou duas mochilas: Bruno levouu mochilão de 60l, que foi bem vazio e voltou completamente cheio, e uma mochila de ataque, que usava para levar para a praia e para os passeios. Já a Jéssica, levou um mochilão menor  de48l e uma bolsa própria para laptop, mas que também servia para sair de noite.

      

Roupas do dia

Procure levar peças de roupa que tenham mais de uma combinação. Peças em dry-fit e tactel que lavam e secam rapidamente são boas escolhas para destinos de praia, como é o caso.

Dica da Jéssica
Roupas em cores fortes podem entrar na mala, mas dê preferência a cores sólidas sem estampas para que o visual não fique batido demais.
Dica do Bruno
Todas as cores combinam entre si.

Roupas para a noite

Não importa onde é seu destino: polo norte ou costa oeste dos Estados Unidos. Sempre leve uma calça  jeans.

Dica da Jéssica
Considerando que é impossível ir qualquer um lugar sem fazer compras, você vai poder incrementar o visual com bijuterias e acessórios locais. Assim um visual que, a princípio, é bem casual fica super na moda do lugar.
Dica do Bruno
Já vá com a calça jeans para economizar espaço na mala.

Roupas para os templos

As roupas para ir aos templos exigem uma atenção especial. São proibidos, tanto para homens quanto para mulheres, camisas sem mangas, de alças, com decotes, curtas (mostrando a barriga) ou transparentes; além de bermudas ou calças capri, calças com detalhes de rasgos, apertadas (strech) ou mini-saias.

Os visitantes que chegam ao templo e não estão trajados de acordo com essas normas têm duas opções: voltam para casa ou alugam uma das calças ou túnicas que o templo oferece.

Dica da Jéssica
Se o calor estiver insuportável a ponto de você não aguentar colocar uma calça ou saia longa, leve em sua bolsa um lenço grande ou uma canga. Aliás, é tão comum o visitante se esquecer dessas regras que ao redor dos templos já se formou um grande comércio com barraquinhas vendendo espécies de saias transpassadas de tecidos bem leves (como uma canga com um acabamento para amarrar). Na hora de entrar no templo você retira e amarra nas pernas como uma saia e ao sair a guarda de novo na bolsa.

Dica do Bruno
Use calças de tactel que são mais ventiladas para fugir do calor.

Sapatos

Para os pés a regra das viagens é uma só: conforto acima de tudo! No caso da Tailândia, muitos dos templos exigem que para entrar, você retire o calçado e isso torna muito demorado (e chato) caso você vá de tênis ou com algum calçado mais difícil. Opte por chinelos ou sandálias de dedo. Assim você pode andar a vontade e ainda não perde tempo tirando e colocando sapatos. Só atenção para não levar sapatos muito básicos e se confundir na hora de sair do templo. Lá existem sapateiras (estantes) onde os visitantes podem colocar seus sapatos, ou podem também deixa-los na escada. Não vi ninguém se confundir, mas não custa se precaver.

Dica da Jéssica
Chinelo não quer dizer que você precise andar “largada”. Para a Tailândia, escolhi levar além dos meus inseparáveis par de tênis e chinelos havaianas, uma rasteira “mais chique” que pode ser usada também a noite. Sapatilhas também são uma boa opção, pois não fazem volume na mala e ainda são confortáveis para andar pela cidade.

Dica do Bruno
Leve um par de tênis e um de chinelos. Se puder, já viaje com os tênis para evitar volume e peso na mala.

Bolsas e mochilas

Além dos mochilões em si é preciso levar uma bolsa ou uma mochila menores para os passeios. Aproveite e já leve esses como mala de mão no avião.

Dica da Jéssica
Como decidimos levar o laptop para continuarmos postando diretamente da Tailândia, primeiro pensei em levar uma mochila (além do mochilão). No entanto, para passear por lá iria querer levar algo mais feminino. Então decidi levar uma bolsa gigante porta-laptop. Ela vai como mala de mão e lá vai servir perfeitamente para os passeios. Porque tão grande? Simples. Lembra da dica do lenço/canga? Além disso é sempre bom colocar na mala de mão uma muda de roupa caso aconteça algo com suas malas.

Dica do Bruno
Como o equipamento fotográfico é frágil, prefiro levá-lo em uma mochila comigo sempre. Não é preciso ser muito grande. Fique atendo apenas aos bolsos.

Além de roupas, em uma viagem internacional é sempre bom prestar atenção na saúde. Leve um mini farmácia de acordo com o que você está mais acostumado a tomar. Nós optamos por levar:

Algodão (um tufo)
Alguns Cotonetes
Alguns Band-aids
Vitamina C
Engov
Uma cartela de remédio para dor de cabeça
Uma cartela de Anti-alérgico
Uma cartela de Anti-térmico
Repelente
Protetor solar
Pós-sol

Mas isso é apenas uma precaução. Em caso de mal-estar acione seu seguro de viagem, afinal você pagou por ele. Bom, feito tudo isso é hora de embarcar!


Mais sobre mala e mochila? Confira também:

Desafio de viagem low cost: O que levar na mala de 10kg

Mochilão: Planejar ou pegar as coisas e viajar?

Mala ou mochila O que é melhor para viajar?

Vai viajar? Reserve aqui seu hotel!
banner-booking

Sobre o autor

Carioca da gema, flamenguista, psicólogo e apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Após dois anos morando em Dublin, é hora de retomar a vida no Brasil e desbravar cada cantinho do nosso país.