Close
sana cachoeira sete quedas
Depois de várias tentativas frustradas de viajar para Sana, consegui ir pela primeira vez no ano passado. Fui num final de semana comum, sem nenhum feriado, o que deixou a viagem ainda melhor. As cachoeiras estavam bem vazias e de noite sempre dava uma galera boa nos barzinhos que tocam forró e reggae.

A cidade se concentra em uma pracinha principal, onde você encontra de tudo: padarias, barzinhos, mercadinhos, campings e pousadas. Com um pouco de planejamento, a viagem fica muito barata.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana hippie acredito na paz e amor

O que esperar de Sana?

Sana é um lugarejo bucólico longe dos centros urbanos do Rio de Janeiro, se localiza na Serra de Macaé e é cortada pelo rio Sana. Em Janeiro de 2002 Sana foi decretada Área de Proteção Ambiental.

Há muitas cachoeiras e pocinhos na região com águas límpidas, boas para mergulhos. A cidade tem a altitude que varia entre 300 e 600 metros, tendo como ponto mais alto o Pico do Peito do Pombo, com cerca de 1.400m de altitude.

A região é rica em recursos hídricos e em biodiversidade da Mata Atlântica, lugar ideal para curtir o frio da montanha no inverno e se refrescar nas águas geladas no verão.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping

Como chegar?

Sana fica a 165km do Rio de Janeiro. Saindo do Rio, você deverá pegar a BR-101 até Casimiro de Abreu. Chegando em Casimiro, é só pegar a estrada em direção a Lumiar e Nova Friburgo. A partir dai são mais 26km até lá. Quase chegando à cidade, você irá pegar 6km de estrada de terra em boas condições.

Para os que forem de ônibus, o ponto de partida para o Sana é na Rodoviária de Casimiro de Abreu de onde saem, diariamente, ônibus para a região. As Vans têm seu ponto de partida num terminal na pista sentido Rio de Janeiro, ou seja, no lado oposto à Rodoviária.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mapa

Onde Ficar?

Como eu falei aqui em cima, passando pela cidade eu vi várias pousadas. É sempre bom dar uma pesquisada antes nos preços e fazer sua reserva. Mas eu acabei ficando em camping. Como eu fui num final de semana comum e a cidade estava vazia, deixei para procurar um camping na hora mesmo (o que não foi uma boa ideia). Chegamos em Sana sexta feira às 2 da madrugada e não foi tão tranquilo arrumar um lugar pra ficar. Acabamos parando no Camping da Praça. O camping é muito grande, você pode deixar o carro lá dentro, tem iluminação, cozinha e os banheiros são bem arrumados.  Não lembro quanto paguei, mas não foi nem um pouco caro.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Camping vazio. Apenas nossas barracas
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Área do camping
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Rio que passa pelo camping

O que fazer?

Bom, vou começar essa parte dando uma dica preciosa: evite ir nos feriados prolongados! Tente conhecer Sana num final de semana comum, principalmente se você mora no Rio. É bem perto e você vai aproveitar muito mais.  A cidade é muito pequena e todas as cachoeiras ficam numa mesma área. Falam que em feriados a cidade fica entupida e que nem da pra curtir muito assim.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping trilhas
Trilhas curtas e bem sinalizadas

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping trilhas

Escorrega

Localizada no Rio Peito do Pombo, além de piscinas naturais, o local possui uma larga pedra que serve de escorrega natural aos visitantes, a água é clara e transparente com baixa temperatura, está cercada pela mata atlântica. Acesso por trilha aberta e sinalizada. A caminhada até a Cachoeira do Escorrega é a mais rápida e leva cerca de 10 minutos.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping escorrega

Recanto das Borboletas

Seguindo a trilha você encontrará esta cachoeira logo após o Escorrega. É pouco frequentada pelo seu difícil acesso devido a grande variedade de pedras cobertas por limo o que as tornam escorregadias.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping recanto das borboletas

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping borboletas

Cachoeira da Mãe

A mais conhecida queda d’água do rio Peito de Pombo no Sana. Em sua base dá para várias pessoas ficarem tomando banho de sol. Alguns se arriscam a pular dessa cachoeira. O salto desta pedra é em torno de 12 metros de altura, calculados da pedra até o espelho d’água logo abaixo.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe pulando sequencia

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe pulando cabeça

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe

Cachoeira do Filho

Esta cachoeira fica entre a do Pai e da Mãe, mas só tem acesso a ela quem faz o chamado “circuito das águas” e vier pelo meio da Cachoeira-Pai, um caminho perigoso e não aconselhável para crianças. Ela tem outro tobogã que leva direto para o poço da Cachoeira-Mãe. Sua descida é muito emocionante e rápida, mas, radical a ponto de provocar escoriações nas costas. Indicado apenas para quem está instruído e acompanhado por alguém que conhece.

Cachoeira do Pai

No rio Peito de Pombo, é uma queda d’água com 16 metros de altura e possui uma queda livre de sete metros.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping pai

Sete Quedas

Parte integrante do circuito das águas esta cachoeira tem este nome por apresentar em seu curso uma queda d’água representada em uma escadaria natural. No verão esta cachoeira fica pra lá de povoada, quase impossível de se curtir ou para tirar uma boa foto. Dá para entrar em baixo das quedas d’água e sentir como se estivesse atravessando um tubo.

Dica: Passando a cachoeira das sete quedas, você ira encontrar um outro lugar bacana que eu não sei o nome. É uma piscina natural com uma cachoeira pequena. Bem bacana ficar por ali também!

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping 7 sete quedas fotografia


viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping 7 sete quedas fotografia

Trekking

Pico do Peito do Pombo

A trilha até o Pico, que tem 1 400 m de altura, dura 6h (ida e volta). Caminhada ao pico do Peito do Pombo, o mais famoso de Sana (distrito de Macaé), atingindo 1400 metros de altitude, de onde é possível ver o mar de Rio das Ostras, Búzios e Macaé. Passando por uma belíssima trilha em meio a Mata Atlântica, com fazendas, cachoeiras e pastos. A trilha passa a maior parte do tempo ao lado do rio Peito do Pombo, que apresenta as mais belas cachoeiras da região. A Região também apresenta excelentes condições para passeios de Mountainbike, seguindo em direção aos distritos de Frade e Glicério.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping pico peito do pombo

Passeios

Feira de Artesanato

Localizado em frente à praça principal do Sana com 2 mil metros quadrados, a feira social de integração, que funciona de sexta a domingo das 9h às 22h, tem por objetivo servir de ponto comercial para artesãos, empreendimentos solidários e agricultores familiares locais.
Artistas cênicos e músicos também têm seu espaço, no palco e no anfiteatro da feira, onde podem divulgar a cultura teatral e musical e mostrar a beleza do artista local.

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping feirinha feira artesanato

Sites Úteis
Portal do Sana: Site do portal da cidade com todas as informações que você poderá precisar.
Viagens Maneiras: Outro site que eu sempre gosto de indicar. No final do post você irá encontrar muitas dicas.

Fique com mais algumas fotos de Sana
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping placa

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping flor

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping artesanato

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping artesanato

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe

UPDATE – 09/01/2012

De volta à Sana

No final do ano passado resolvi voltar à Sana agora com a minha namorada. Assim, nada mais justo do que postar uma atualização bem resumida da viagem e, é claro, mais fotos desse belo lugar.

Nossa ideia era ir sexta a noite após o trabalho e voltar no domingo de noite. Escolhemos um final de semana comum para não pegar cachoeiras e campings lotados; e foi o que conseguimos. A cidade estava bem vazia e conseguimos curtir bastante o local.

Resolvemos ficar no Camping da Praça. O primeiro dia foi muito bom, camping completamente vazio e tudo bem arrumadinho. O problema é que sábado de noite chegou um grupo de aproximadamente 20 pessoas. Até ai tudo bem, se não fosse a falta de respeito do pessoal.

Apesar de logo na chegada os proprietários do camping fazerem todos assinarem um documento onde, entre as obrigações, está “não colocar música alta e até altas horas da noite”, foi exatamente isso o que aconteceu. Era música no ultimo volume e a galera dançando em cima dos carros. Um ambiente nada agradável pra quem quer fugir da cidade e curtir a natureza.

Resolvemos esperar até o dia seguinte para ver se o dono tomaria alguma atitude em relação ao comportamento do grupo, mas nada foi feito. Mais tarde, ao conversar com um nativo, ficamos sabendo que o Camping da Praça não é bem recomendado devido a alguns casos de furto que já ocorreram lá.

Voltando à nossa viagem, resolvemos ir para as cachoeiras assim que acordamos. Como já falei anteriormente nesse post, Sana é uma cidade bem pequena, e conseguimos conhecer todas as cachoeiras em apenas um dia. O sol não apareceu, mas mesmo assim valeu a pena pegar a trilha e dar um mergulho em todas as cachoeiras do local.

Já no segundo dia, o sol deu as caras! Fizemos o mesmo circuto e dessa vez conseguimos aproveitar as cachoeiras com um solzinho nos queimando!

cachoeira das sete quedas, sana, fotografia, nikon d5000, queda, 7 quedas, fim de semana
Cachoeira das Sete Quedas

cachoeira das sete quedas, sana, fotografia, nikon d5000, queda, 7 quedas, fim de semana

Sobre o autor

Carioca da gema e flamenguista. Formado em Psicologia mas apaixonado por fotografia. Para ele, qualquer lugar é perfeito com céu azul, sol e uma cerveja gelada. Morando em Dublin, Irlanda desde 2013, teve que deixar um pouco de lado o montanhismo, mas para compensar, roda o mundo em busca de aventuras e lindas paisagens.

  • Vivih

    “É um lugar bonito, o que estraga são as pessoas.”
    Eu discordo, o lugar é lindo e as pessoas todas respeitosas.
    Todo lugar tem pessoas que fumam maconha, o diferente é que no Sana ninguém fuma na rua, eles respeitam todo mundo, eles tem “lugar para fazer isso”, não fumam perto de famílias e de crianças.
    Todos tem bom senso!

  • Anonymous

    lá é lindo demais!!eu pulei a queda da cachoeira pai mas quando fui subir pela pedra caí e me fudi todo heaehauehaueaeau mas valeu a pena!quero mto voltar!

  • Anonymous

    é um lugar bonito sim, mas a menos que vc seja um aventureiro que gosta de acampar e curte uma vibe natureba, um dia é mais que suficiente pra ver tudo que tem pra se ver por lá.
    é legal parar pra conhecer se estiver indo pra serra.
    tem o problema dos maconheiros também que ja foi citado. mas ao contrario do que foi dito, eles não fumam na frente das familias não por respeito, mas sim por medo da possivel repressão.
    eu pessoalmente acho o sana uma parada interessante no trajeto pra região serrana.só.

  • http://www.blogger.com/profile/12832066685767561056 binho vilanorma

    meu mano, na moral! esse é o melhor site sobre o sana que eu ja encontrei e olha que eu ja visitei um monte. as fotos entao mostrm tudo o que eu precisava e queria ver. valeu mesmo um abraço e meus parabens pelo site. muito bom!!!
    binho vila norma.

  • http://www.blogger.com/profile/15808152815904307260 caca de saquarema

    SANA É UM PARAÍSO MAS QUEM ESTRAGA SÃO OS TURISTAS QUE DEIXAM SACOLAS DE LIXO EM QUALQUER LUGAR E NÃO OS MACONHEIROS. ESTES SÓ OS VÊ QUEM PROCURA E SE PROCURAM É POR QUE TÃO A FIM DE VER OU DE FUMAR TAMBÉM. ENTÃO NÃO ROTULEM AS PESSOAS PELO O QUE ELAS USAM OU DEIXAM DE USAR PORQUE DROGA VENDE NA PADARIA DA SUA ESQUINA É SÓ VOCÊ QUERER COMPRAR..VISITEM SANA SIM !!!!! É DEMAIS !!!E MANTENHAM O RESPEITO EM QUALQUER OCASIAO SEMPRE

  • http://www.blogger.com/profile/15808152815904307260 caca de saquarema

    fui na festa do sana este fim de semana,fiquei no camping da praça é lindo, quem dera todos os bairros fossem como os campings lá ninguem mexe no que é dos outros vc pode deixar suas coisas tranquilamente e se jogar na farra que quando vc voltar vai estar tudo la te esperando e dizem que lá é reduto de maconheiros entao os maconheiros são as pessoas mais respeitosas que eu conheci…..valeu!!!!! sana vou voltar!!!!

  • Anonymous

    Sana para mim é um paraiso, o lugar é lindo e acolhedor, e quanto aos adeptos de um baseado, não vejo problema nenhum nisso, pois a turma é muito respeitadora, to sempre em sana pois fui a primeira vez e gostei tanto que aluguei uma casa la. não fumo maconha, e não uso qualquer outro tipo de droga, mas não tenho nada contra quem usa, emfim, é cada um na sua.

  • http://www.blogger.com/profile/14983109586177952488 zeca

    Olá! Adorei o site. Trabalho em são pedro da aldeia to pensando em dar um pulo no sana num dia de semana.lá tem g
    uias pra contratar? Não gosto de tumulto. Obrigado.

  • http://www.blogger.com/profile/13014612968925977024 Alê

    Visitei o Sana e vou apenas reinterar comentários de outras pessoas. O lugar é lindo, as pessoas respeitam a natureza como eu nunca vi, o senso de comunidade é tão intenso que te contagia, a filosofia do “viva e deixe viver” não é apenas falada, e se a maconha incomodou é porque talvez não se tenha ido além do que se vê. O Sana é um lugar pra ser sentido. Existe algo, e não é uma opnião só minha, no Sana que é inexplicável, que vai além do material, do físico,e sem querer parecer doidão é uma sensação quase mística mesmo( alguém já viu as meninas com saias indianas dançando forró?). Visitem, vivam esta experiencia, mas apenas participem do lugar, não queiram influenciar, impor ou marcar presença, apenas sintam.

  • Anonymous

    Amei Sana. Tudo muito tranquilo, lugar de quem busca a PAZ. Ótimo para quem ama a natureza. Ar puro, águas límpidas, mata maravilhosa. Quanto os que os outros fazem, problemas deles. Voltarei em breve.

  • Anonymous

    Jah Live!!!

  • Anonymous

    Cara o Sana e lindo mesmo eu vi tudo q precisava ver .Parabens pelo site valeu abraços!!!!

  • Anonymous

    VOCE ESTA DE PRABENS PELA EDIÇAO DESTA PAGINA, TEXTO OBJETIVO, LINGUAGEM COLOQUIAL, E BELISSIMAS FOTOS. APENAS QUERO COMPLEMENTAR SUA MATERIA, A CACHOEIRA DA MAE, POSSSUI ESTE NOME, POIS PARECE SER ESCULPIDO NAS PEDRAS DA CACHOEIRA A FACE DE NOSSA SENHORA( ESTA SILHUETA ESTA NA LADO DIREITO DA PEDRA MAIOR, E EM ALGUNS DIAS, QUANDO O VULUME DE AGUA ESTA MUITO GRANDE O VÉU
    FICA MUITO MAIS NITIDO)E OS NOMES DAS CAHOEIRAS DO PAI E DO FILHO… SAO EM HOMENAGEM A FAMILIA DE JESUS.

  • Marcella

    Olá, achei ótima a sua postagem. Eu pretendo ir no próximo mês, fora de feriados tbm. Gostaria de uma informação: eu vou de ônibus, dá pra fazer tudo a pé, trilhas ou é um local onde carro faz muita falta??
    Se puder me dar um retorno, ficarei muito grata.
    Abraços.

  • Vivian

    Não dá pra fazer trilhas de carro, tem que ir a pé, Sana é um lugar lindo, um paraíso, vou sempre que posso, gostaria de saber quando vai ser a festa do Sana e se já tem programação dos shows ? Abraços !

  • Anonymous

    Fiquei encantada com seus comentários e as fotos do local, quero muito conhecer.
    Quero seguir sua dica e ficar no camping da praça, mas não consigo o contato de lá. Pode me passar?

  • Anonymous

    Vc deveria ir conheçer ITAÚNAS NO E.S. é um lugar lindo, bucolido e 100% natureza..

  • Anonymous

    estava em duvidas entre rio e o sana nesse feriado mais eu optei pelo sana atraves deste site vcs estao de parabens e quantos aos feriados ser muito tumultuado é uma pena pois e o unico dia que posso ir mais de qualquer forma estarei la e quanto a canabis sativa nada contra cada un na sua….

  • Fabiana

    Adorei o “Deixa de Frescura” sua dicas são ótimas!!! Queria saber, se vc conseguiu andar pelas cachoeiras sozinho, ou teve que pagar guia. E outra coisa, por onde vc andou, tem que pagar pra entrar? ou não? Pq pesquisei na net, diz que alguns lugares são de “particular”, que tem que pagar a entrada. pretendo ir, ainda esse mês, pois estou de férias, mas é legal ir, sabendo tudo direitinho né! rs Brigada desde de já.

  • http://www.hahaha.com/ Raphaelvis

    O problema com os “maconheiros” não é bem o deles fumarem maconha… Fumar é o de menos…
    O problema é que quando uma cidade tem como “liberado” o ato, começa a aparecer uma galerinha nada a ver…
    Aparece aquele povo que “vai la pra fumar maconha”, ou pra tomar um cogumelo.
    Esse povo estraga a cidade, arruma confusão, bota carro de som na rua… Esse povo tem que ser expulso do sana… A galera da energia boa fuma também, mas sabe respeitar, não é a galera que vai pra fazer isso, mas sim a galera que gosta do lugar.
    Fico puto com essa galera poser, drogadinha, playboyzada, e os menores de idade do ensino médio, que fazem uma algazarra do cacete!
    Não digo o camping que fico sempre pra não estragar o clima familia do lugar…
    Quando tem gente nada a ver no camping que fico, já comunico logo pra dona, que toma as decisões dela (normalmente, a galera roda, tem que ir pra outro camping)

  • http://www.blogger.com/profile/10715087984456211714 Fatima de Luzie

    Fique no Iaiá Hostel, lá tem um pessoal muito legal!!!

  • Anonymous

    Lugar lindo, estive no fim de semana passada,porém atenção na estrada, é muito perigosa quando chove, foi tenso, caiu um barranco, árvore, o carro derrapou, quase fomos parar no rio, não sei por quea prefeitura não melhora a estrada, com certeza atrairia mais turistas…..

  • http://www.blogger.com/profile/11578504051163868125 Adrielle SAldanha

    Olá,

    Sou do RJ e por incrível que pareça, nunca fui em Sana. Sempre tive vontade, mas acabava mudando o roteiro. Desta vez, vou no carnaval, imagino que a cidade deva estar lotada, mas vamos tentar. Vamos ficar no Camping do Jamaica que foi o que nos recomendaram. Adorei as dicas aqui do site. Obrigada por compartilhar.

  • http://www.blogger.com/profile/04921819980175209068 Parnayoka

    Estive em Sana com minha esposa ja tem uns 10 anos, a estrada nem tinha asfalto,gostei muito do astral do lugar, e os bichos grilos do lugar são super gente boa, so tem uma coisa : há poucas opções de aventuras, o lugar é bem pequeno, por estas e outras que eu vou sempre a Visconde de Maua, mas reserve pelo menos uma semana.Sem querer desmerecer Sana que vale uma visita.

  • http://www.blogger.com/profile/04921819980175209068 Parnayoka

    Estive em Sana com minha esposa ja tem uns 10 anos, a estrada nem tinha asfalto,gostei muito do astral do lugar, e os bichos grilos do lugar são super gente boa, so tem uma coisa : há poucas opções de aventuras, o lugar é bem pequeno, por estas e outras que eu vou sempre a Visconde de Maua, mas reserve pelo menos uma semana.Sem querer desmerecer Sana que vale uma visita.

  • Anonymous

    Fui no Sana no final do carnaval e no festival de raggae! Conheci o Sana em grande estilo. Com certeza irei comprar uma barraca e todo fds que der ir pra lá! Os campings custam em torno de 15 reais em baixa temporada, mas paguei 25 por causa do festival. Fiquei no camping da ilha que é mt bom e grande. E é ao lado da entrada da trilha das cachoeiras. Acabei não conhecendo a sete quedas pq no caminho da trilha tem muitos picos pra vc parar e mergulhar, ai já viu, cada lugar lindo era motivo pra ficar lá hooooras. Os habitantes de lá são mt gente boa!

    • http://www.blogger.com/profile/17565446786904105919 Bruno Costa

      Muito obrigado por compartilhar as dicas!

  • Anonymous

    Sana é maravilhoso e romântico… É pra quem quer descansar e sentir a natureza. Passei 4 dias no Camping Jatobá, alto nível, organizado e com pessoas de respeito. Fizemos rafting, super indicado o pessoal do rafting que fica no caminho entre Casimiro e Sana. Esqueci o nome da empresa, mas é o único altdoor no caminho. Recomendo mesmo final de semana comum.

  • Pingback: Chapada Diamantina - Roteiro de 10 dias parte 2 - Deixa de Frescura!()

  • Pingback: Natal (RN) - Roteiro de 4 dias - Deixa de Frescura!()

  • matheus

    Acho um lugar muito bonito, muitas cachoeiras, trilhas e uma mata verde exuberante. Lugar limpo e uma cidade acolhedora. Quem ama a natureza e quer curtir o lugar com pouco recurso, estará no lugar certo. Amo e estarei sempre por lá.