Sana – Paz, amor e lindas cachoeiras

Depois de várias tentativas frustradas de viajar para Sana, consegui ir pela primeira vez no ano passado. Fui num final de semana comum, sem nenhum feriado, o que deixou a viagem ainda melhor. As cachoeiras estavam bem vazias e de noite sempre dava uma galera boa nos barzinhos que tocam forró e reggae.
A cidade se concentra em uma pracinha principal, onde você encontra de tudo: padarias, barzinhos, mercadinhos, campings e pousadas. Com um pouco de planejamento, a viagem fica muito barata.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana hippie acredito na paz e amor
 

O que esperar de Sana?

Sana é um lugarejo bucólico longe dos centros urbanos do Rio de Janeiro, se localiza na Serra de Macaé e é cortada pelo rio Sana. Em Janeiro de 2002 Sana foi decretada Área de Proteção Ambiental.
 
Há muitas cachoeiras e pocinhos na região com águas límpidas, boas para mergulhos. A cidade tem a altitude que varia entre 300 e 600 metros, tendo como ponto mais alto o Pico do Peito do Pombo, com cerca de 1.400m de altitude.
 
A região é rica em recursos hídricos e em biodiversidade da Mata Atlântica, lugar ideal para curtir o frio da montanha no inverno e se refrescar nas águas geladas no verão.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping

Como chegar?

Sana fica a 165km do Rio de Janeiro. Saindo do Rio, você deverá pegar a BR-101 até Casimiro de Abreu. Chegando em Casimiro, é só pegar a estrada em direção a Lumiar e Nova Friburgo. A partir dai são mais 26km até lá. Quase chegando à cidade, você irá pegar 6km de estrada de terra em boas condições. 
 
Para os que forem de ônibus, o ponto de partida para o Sana é na Rodoviária de Casimiro de Abreu de onde saem, diariamente, ônibus para a região. As Vans têm seu ponto de partida num terminal na pista sentido Rio de Janeiro, ou seja, no lado oposto à Rodoviária.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mapa
 

Onde Ficar?

Como eu falei aqui em cima, passando pela cidade eu vi várias pousadas. É sempre bom dar uma pesquisada antes nos preços e fazer sua reserva. Mas eu acabei ficando em camping. Como eu fui num final de semana comum e a cidade estava vazia, deixei para procurar um camping na hora mesmo (o que não foi uma boa ideia). Chegamos em Sana sexta feira às 2 da madrugada e não foi tão tranquilo arrumar um lugar pra ficar. Acabamos parando no Camping da Praça. O camping é muito grande, você pode deixar o carro lá dentro, tem iluminação, cozinha e os banheiros são bem arrumados.  Não lembro quanto paguei, mas não foi nem um pouco caro.
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Foto tirada assim que cheguei em Sana
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Camping vazio. Apenas nossas barracas
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Área do camping
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
Rio que passa pelo camping

O que fazer?

Bom, vou começar essa parte dando uma dica preciosa: evite ir nos feriados prolongados! Tente conhecer Sana num final de semana comum, principalmente se você mora no Rio. É bem perto e você vai aproveitar muito mais.  A cidade é muito pequena e todas as cachoeiras ficam numa mesma área. Falam que em feriados a cidade fica entupida e que nem da pra curtir muito assim.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping trilhas
Trilhas bem sinalizadas
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping trilhas
 
 
Escorrega: Localizada no Rio Peito do Pombo, além de piscinas naturais, o local possui uma larga pedra que serve de escorrega natural aos visitantes, a água é clara e transparente com baixa temperatura, está cercada pela mata atlântica. Acesso por trilha aberta e sinalizada. A caminhada até a Cachoeira do Escorrega é a mais rápida e leva cerca de 10 minutos.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping escorrega
 
 
Recanto das Borboletas: Seguindo a trilha você encontrará esta cachoeira logo após o Escorrega. É pouco frequentada pelo seu difícil acesso devido a grande variedade de pedras cobertas por limo o que as tornam escorregadias.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping recanto das borboletas
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping borboletas
Foto tirada no Recanto das Borboletas
 
 
Cachoeira da Mãe: A mais conhecida queda d’água do rio Peito de Pombo no Sana. Em sua base dá para várias pessoas ficarem tomando banho de sol. Alguns se arriscam a pular dessa cachoeira. O salto desta pedra é em torno de 12 metros de altura, calculados da pedra até o espelho d’água logo abaixo. 
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe pulando sequencia
Alguns pulam da Cachoeira da mãe
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe pulando cabeça
Os malucos vão de cabeça!
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe
E outros descem como se fosse um escorrega
  
Cachoeira do Filho: Esta cachoeira fica entre a do Pai e da Mãe, mas só tem acesso a ela quem faz o chamado “circuito das águas” e vier pelo meio da Cachoeira-Pai, um caminho perigoso e não aconselhável para crianças. Ela tem outro tobogã que leva direto para o poço da Cachoeira-Mãe. Sua descida é muito emocionante e rápida, mas, radical a ponto de provocar escoriações nas costas. Indicado apenas para quem está instruído e acompanhado por alguém que conhece. 
 
Cachoeira do Pai: No rio Peito de Pombo, é uma queda d’água com 16 metros de altura e possui uma queda livre de sete metros.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping pai
 
 
Sete Quedas: Parte integrante do circuito das águas esta cachoeira tem este nome por apresentar em seu curso uma queda d’água representada em uma escadaria natural. No verão esta cachoeira fica pra lá de povoada, quase impossível de se curtir ou para tirar uma boa foto. Dá para entrar em baixo das quedas d’água e sentir como se estivesse atravessando um tubo.
Dica: Passando a cachoeira das sete quedas, você ira encontrar um outro lugar bacana que eu não sei o nome. É uma piscina natural com uma cachoeira pequena. Bem bacana ficar por ali também!
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping 7 sete quedas fotografia
Uma das fotos preferidas do meu Flickr
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping 7 sete quedas fotografia

Trekking

Pico do Peito do Pombo: A trilha até o Pico, que tem 1 400 m de altura, dura 6h (ida e volta). Caminhada ao pico do Peito do Pombo, o mais famoso de Sana (distrito de Macaé), atingindo 1400 metros de altitude, de onde é possível ver o mar de Rio das Ostras, Búzios e Macaé. Passando por uma belíssima trilha em meio a Mata Atlântica, com fazendas, cachoeiras e pastos. A trilha passa a maior parte do tempo ao lado do rio Peito do Pombo, que apresenta as mais belas cachoeiras da região. A Região também apresenta excelentes condições para passeios de Mountainbike, seguindo em direção aos distritos de Frade e Glicério.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping pico peito do pombo
 
Passeios:
 
Feira de Artesanato: Localizado em frente à praça principal do Sana com 2 mil metros quadrados, a feira social de integração, que funciona de sexta a domingo das 9h às 22h, tem por objetivo servir de ponto comercial para artesãos, empreendimentos solidários e agricultores familiares locais.
Artistas cênicos e músicos também têm seu espaço, no palco e no anfiteatro da feira, onde podem divulgar a cultura teatral e musical e mostrar a beleza do artista local.
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping feirinha feira artesanato
 
 
 
Sites Úteis
Portal do Sana: Site do portal da cidade com todas as informações que você poderá precisar.
Viagens Maneiras: Outro site que eu sempre gosto de indicar. No final do post você irá encontrar muitas dicas.
 

Fique com mais algumas fotos de Sana

viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping placa
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping flor
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping da praca
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping
 
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping artesanato
Artesanato Local (1)
 
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping artesanato
Artesanato Local (2)
viajando sem frescura rio de janeiro rj sana macae região serrana cachoeiras camping mãe
Cachoeira da Mãe
UPDATE – 09/01/2012
De volta à Sana
No final do ano passado resolvi voltar à Sana agora com a minha namorada. Assim, nada mais justo do que postar uma atualização bem resumida da viagem e, é claro, mais fotos desse belo lugar.
 
Nossa ideia era ir sexta a noite após o trabalho e voltar no domingo de noite. Escolhemos um final de semana comum para não pegar cachoeiras e campings lotados; e foi o que conseguimos. A cidade estava bem vazia e conseguimos curtir bastante o local.
Resolvemos ficar no Camping da Praça. O primeiro dia foi muito bom, camping completamente vazio e tudo bem arrumadinho. O problema é que sábado de noite chegou um grupo de aproximadamente 20 pessoas. Até ai tudo bem, se não fosse a falta de respeito do pessoal.

Apesar de logo na chegada os proprietários do camping fazerem todos assinarem um documento onde, entre as obrigações, está “não colocar música alta e até altas horas da noite”, foi exatamente isso o que aconteceu. Era música no ultimo volume e a galera dançando em cima dos carros. Um ambiente nada agradável pra quem quer fugir da cidade e curtir a natureza.

Resolvemos esperar até o dia seguinte para ver se o dono tomaria alguma atitude em relação ao comportamento do grupo, mas nada foi feito. Mais tarde, ao conversar com um nativo, ficamos sabendo que o Camping da Praça não é bem recomendado devido a alguns casos de furto que já ocorreram lá.

Voltando à nossa viagem, resolvemos ir para as cachoeiras assim que acordamos. Como já falei anteriormente nesse post, Sana é uma cidade bem pequena, e conseguimos conhecer todas as cachoeiras em apenas um dia. O sol não apareceu, mas mesmo assim valeu a pena pegar a trilha e dar um mergulho em todas as cachoeiras do local.

 
Já no segundo dia, o sol deu as caras! Fizemos o mesmo circuto e dessa vez conseguimos aproveitar as cachoeiras com um solzinho nos queimando!
cachoeira das sete quedas, sana, fotografia, nikon d5000, queda, 7 quedas, fim de semana
Cachoeira das Sete Quedas
cachoeira das sete quedas, sana, fotografia, nikon d5000, queda, 7 quedas, fim de semana
rio sana, cachoeira, rio de janeiro, rj, casemiro de abreu, sana, camping, sem frescura
 
No segundo dia, até rolou um pulo da cachoeira do pai!
sana, rj, casemiro de abreu, rio sana, cachoeira, do pai, da mãe, pular, saltar, pulo, salto, queda
Cachoeira do Pai
Saltando da cachoeira do pai.