127 Horas: Imagens reais de Aron, curiosidades e muito mais

Essa semana acabei vendo o filme 127 horas e posso afirmar sem titubear: um dos melhores filmes que já vi. Tudo é perfeito no filme! História, fotografia, trilha sonora e principalmente a atuação de James Franco!

Isso tudo acabou me motivando a fazer esse post. Não estou aqui para fazer uma crítica do filme, mas assim como Na Natureza Selvagem (outro filme que eu recomendo),  procurei sobre a história dos personagens e acho interessante dividir com vocês.


Abaixo vou deixar a sinopse do filme, trailer,curiosidades, imagens do local onde a história se passou, algumas fotos reais que Aron Ralston tirou durante as 127 horas preso numa pedra e um documentário do retorno de Aron após 6 meses do acidente. Então quem ainda não viu o filme e não faz ideia de como ele termina, veja o pelo menos o trailler!!

Sinopse

127 Horas é a história real do famoso alpinista Aron Ralston, que tem que salvar a própria vida após ficar preso por um pedregulho cai que e esmaga o seu braço, num cânion isolado no Parque Nacional de Utah. Nos cinco dias seguintes, Ralston tem que ganhar coragem para sobreviver com os meios disponíveis, ao mesmo tempo em que é visitado pelas lembranças de amigos e familiares.  

Curiosidades sobre o filme

A cena no início do filme onde Aron mostra uma piscina escondida numa caverna a duas garotas não existiu de fato — ele mostrou a elas apenas alguns movimentos básicos de escalada. Fora esta cena, Aron Ralston afirmou que o filme “é tão factualmente verdadeiro que é o mais próximo que se poderia chegar de um documentário real.” O diretor Danny Boyle, inclusive, gravou as cenas no mesmo exato local onde elas ocorreram, e a câmera de vídeo usada pelo protagonista é a câmera real de Aron.

A cena da amputação foi um trabalho de maquiagem realizado pelo maquiador Tony Gardner e sua equipe da Alterian, Inc., e contou com a ajuda de profissionais médicos, porque Boyle queria a cena o mais realista e detalhista possível. A cena foi gravada em uma única tomada com múltiplas câmeras.

Fotos de Blue John Canyon, Utah

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação realblue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação real

Fotos reais da máquina de Aron

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação fotos reais amputação braço local

Foto após a primeira tentativa de amputação

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação fotos reais amputação braço local

Foto após a amputação de Aron

blue john canyon Utah 127 horas hours Aron Ralston filme gravação fotos reais amputação braço local

Músicas que tocam no filme 127 horas:

Free Blood – Never Hear Surf Music Again

A.R. Rahman – The Canyon

A.R. Rahman – Liberation Begins

A.R. Rahman – Touch of the Sun

Bill Withers – Lovely Day

Vladimir Ashkenazy – Nocturne No.2 in E flat, Op. 9, No. 2

Plastic Bertrand – Ca Plane Pour Moi

A.R. Rahman – Liberation in a Dream

A.R Rahman – Acid Darbari

A.R. Rahman – R.I.P.

A.R Rahman – Liberation

Sigur Rós – Festival

Dido – If I Rise

Esther Phillips – If You Love Me (Really Love Me)

 

Visto aqui, aqui e aqui.